Recent Visitors

Seguidores

Translate

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Sorvedouro!!

poesias e reflexoes


Nem triste e nem muito cheia de alegria
seu sorriso era como o seu olhar sutil
e que sempre me alvoroçava inteiro,
pois cativava meus sentimentos todos
com a meiguice natural nela nascida.
Ao longe se ouviam trovões tronantes,
enquanto a chuva forte tudo molhava,
deixando para as plantas o seu alimento
e no ar um frescor que me lembrava você
logo depois de um banho frio de verão.
Agora tuas imagens me chegam de longe,
porque hoje quero ter essa tua lembrança
bem unida em meu peito feito de saudade
e dessas vontades de rever-te com paixão,
como se fosse nova aurora de um outrora.
Ah...esses longes que causam languidez
e que recordam momentos tão fortuitos,
como se a vida a todo dia se repetisse 
com aquelas lindas e tão breves palavras:
Eu te amo, meu amor !!!
Cássio Seagull

Arrepios...


poesias e reflexoes



É no teu sabor mais apaixonante
que me confundo em tuas surpresas,
pois nossos momentos são de peles
que se juntam como numa harmonia
de teus beijos e teus toques ardentes.
Amar-te completamente é um delírio
em que saltam de nós vontades queridas
que vão nos envolvendo como mantos,
onde nossos corpos podem até fervilhar
na magia de toques todos rastreadores.
E vem você com teu ar de quero mais
que já até conheço pela força do olhar
que pões em mim querendo mais e mais,
como se não se pudesse sequer terminar
aquele beijo inaugural de nosso anoitecer.
Mas é assim mesmo que te quero inteira
mergulhada em nossos gemidos de paixão
e desse teu corpo faminto de todos prazeres,
pois nada te comove tanto quanto teu êxtase
toda afundada em meu corpo já arrepiado !
Ah...esses arrepios !!!
Cássio Seagull 

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Saborosas Lembranças!


poesias e reflexões

Doces eram nossos momentos
em que muitos sabores se uniam
como num coquetel de requintes
em que cada um dando-se de si
fazia acender a luz do bel-prazer.
E como num carrossel... tudo girava,
enquanto nossos corpos se juntavam
numa onda de prazeres até mundanos,
pois era impossível não sermos gulosos
neste navegar indiscreto dos corpos.
E como se nada faltasse entre nós
teu corpo nu abraçava minha nudez
e nos aquietávamos em nossas carnes
ainda quentes de tantos loucos beijos
que você trouxera como presente.
Agora sim...anclada total em mim,
teu corpo já é um deslize no meu !
E enquanto nos teus encantos gemo
você toda ainda feita de mistérios
atíra-se ao melhor dos teus prazeres
E assim...contigo mergulhada em mim,
gozamos forte nesta noite o nosso gozo !
Ui..ui...ui...
Cássio Seagull