Recent Visitors

Seguidores

Translate

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Um abraço diz muitas coisas...



Abraços são dados de muitas formas e com diferentes significados.

Têm abraços que dizem:
"Fico muito contente com a sua amizade..." Existem abraços que expressam o orgulho que se sente por alguém especial!...

Também há abraços que dizem:
"Não existe ninguém no mundo igual a você..." Há abraços doces e ternos que são dados em momentos de tristeza...

Com um abraço também podemos dizer:
"Sinto muito", quando alguém está passando por um momento difícil...

Há abraços que damos, para dizer: "Que bom que você veio", e outros que dizem: "Sentirei sua falta quando você estiver longe de mim..."

E não faltam esses abraços perfeitos para fazer as pazes...
E os abraços cheios de carinho, que nascem do coração...
Como você vê, existem abraços para diferentes ocasiões; abraços rápidos e abraços demorados, um para cada razão...
Porém, de todos os abraços, o mais carinhoso é aquele que diz:
"Você está sempre no meu pensamento porque eu te quero muito!" (E sempre será assim!)


1799
Maktub

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Valorize-se e cresça!






As coisas que você valoriza são as coisas que se tornam importantes em sua vida. Você dá valor, você cria valor com sua atenção, seus esforços, seu comprometimento.

Dê valor ao seu trabalho e ele se tornará mais valioso. Dê valor à sua casa e ela se tornará mais valiosa. Dê valor à sua vida, à sua família, à sua fé, ao seu corpo e à sua mente – e todos eles se tornarão mais valiosos.

Dê valor
às suas idéias e elas se tornarão mais valiosas. Dê valor ao seu tempo e ele se tornará mais valioso. Dê valor ao seu dinheiro e ele se tornará mais valioso.

O valor das coisas não é determinado por uma etiqueta de preço.
O valor de qualquer coisa é o valor que você dá a ela. Para o que você dá valor?

O que você deseja que cresça e se torne abundante em sua vida?
Entregue-se às coisas que você valoriza e elas certamente florescerão.
Rivalcir Liberato.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Contrastes...





                                  




A vida é feita de contrastes, tipo imagem no espelho  onde vemos tudo ao contrário: quem mais amamos não nos ama, e quem nem imaginamos suspira por nós.




Sonhamos com um curso e fazemos outro, queremos uma viagem e ela nunca acontece, criamos quadros de felicidade,


que desmoronam sozinhos com a dura realidade,  e nos perguntamos sempre: por quê?




Nem sempre encontramos o mar que desejamos, se queremos navegar, queremos o mar sereno, se queremos surfar, rezamos pelas ondas altas, e se vamos pescar, preferimos calmaria, como agradar tanta gente e tantos sonhos?




Através dos contrastes, a vida vai ensinando, que até o ódio é uma forma contrária de amar, que a nossa tristeza é sempre passageira, que à alegria sim, é a nossa companheira, e que se um sonho é destruído,  outro deve ser colocado em seu lugar




Por tantos contrastes, podemos dizer: "aprendemos com a dor a valorizar ainda mais, as conquistas que a vida proporciona,


com fé, esperança e amor."
Rivalcir Liberato


sábado, 21 de agosto de 2010

O Poder da Validação!

Todo mundo é inseguro, sem exceção. Os super confiantes simplesmente disfarçam melhor. Não escapam pais, professores, chefes, nem colegas de trabalho. Afinal, ninguém é de ferro, eu, para ser absolutamente sincero, fico inseguro a cada artigo que escrevo e corro desesperado para ver os primeiros e-mails que chegam.

Insegurança é o problema humano número 1. O mundo seria muito menos neurótico, louco e agitado se fôssemos todos um pouco menos inseguros.

Segurança não depende da gente, depende dos outros. Está totalmente fora do nosso controle. Por isso segurança nunca é conquistada definitivamente, ela é sempre temporária, efêmera.

Segurança depende de um processo que chamo de "validação", embora para os estatísticos o significado seja outro.

Validação estatística significa certificar-se de que um dado ou informação é verdadeiro, mas eu uso esse termo para seres humanos.

Validar alguém seria confirmar que essa pessoa existe, que ela é real, verdadeira, que ela tem valor. Todos nós precisamos ser validados pelos outros, constantemente.

Alguém tem de dizer que você é bonito ou bonita, por mais bonito ou bonita que você seja. O autoconhecimento, tão decantado por filósofos, não resolve o problema. Ninguém pode autovalidar-se, por definição.

Validar o outro significa confirmá-lo, como dizer: "Você tem significado para mim". Validar é o que um namorado ou namorada faz quando lhe diz: "Amo você!". Quem cunhou a frase "Por trás de um grande homem existe uma grande mulher" (e vice-versa) provavelmente estava pensando nesse poder de validação que só uma companheira amorosa e presente no dia-a-dia poderá dar.

Um simples olhar, um sorriso, um singelo elogio são suficientes para você validar todo mundo. Estamos tão preocupados com a própria insegurança que não temos tempo para sair validando os outros.

ESTAMOS TÃO PREOCUPADOS EM MOSTRAR QUE SOMOS O "MÁXIMO" que esquecemos de dizer aos nossos amigos, filhos e cônjuges que o "MÁXIMO" são ELES.

Por falta de validação, criamos um mundo consumista, onde se valoriza o "ter" e não o "ser". Por falta de validação, criamos um mundo onde todos querem mostrar-se ou dominar os outros em busca de poder. Validação permite que pessoas sejam aceitas pelo que realmente são e não pelo que gostaríamos que fossem.

Mas, justamente graças à validação, elas começarão a acreditar em si mesmas e crescerão para ser o que queremos.

Se quisermos tornar o mundo menos inseguro e melhor, precisaremos treinar e exercitar uma nova competência: validar alguém todo dia. Um elogio certo, um sorriso, os parabéns na hora certa, uma salva de palmas, um beijo, um dedão polegar para cima, um "valeu cara, valeu".

Stephen Kanitz

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O monstro da indiferença



Se eu morrer, morre comigo um certo modo de ver, disse
o poeta.  Um poeta é só isso: um certo modo de ver.
O diabo é que, de tanto ver, a gente banaliza o olhar...
vê, não vendo.
Experimente ver pela primeira vez o que você vê todo dia
sem ver. Parece fácil, mas não é. O que nos é familiar, já não desperta curiosidade. O campo visual da nossa rotina é como um vazio.  Você sai todo dia, por exemplo, pela mesma porta.
Se alguém lhe perguntar o que é que você vê no seu caminho, você não sabe.  De tanto ver, você não vê.

Sei de um profissional que passou 32 anos a fio pelo mesmo porteiro. Dava-lhe bom-dia e, às vezes, lhe passava um recado ou uma correspondência. Um dia, o porteiro cometeu
a descortesia de falecer. Como era ele? Sua cara, sua voz, como se vestia? Não fazia a mínima idéia. Em 32 anos, nunca
o viu. Para ser notado, o porteiro teve que morrer.

Se um dia, no seu lugar estivesse uma girafa cumprindo
o rito, pode ser que ninguém desse por sua ausência.
O hábito suja os olhos e lhes baixa a voltagem.
Mas, há sempre o que ver: gente, coisas, bichos.
E vemos?  Não, não vemos.  Uma criança vê o que um
adulto não vê., pois tem olhos atentos e limpos para
o espetáculo do mundo.

O poeta é capaz de ver pela primeira vez o que, de tão
visto, ninguém vê. Há pai que nunca viu o próprio filho,
marido  que nunca viu a própria mulher.

Isso exige muito. Nossos olhos se gastam no dia-a-dia.
É por aí que se instala no coração o monstro da indiferença.


(Autor: Otto Lara Resende)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Sentido da Vida!

Num lindo dia de sol, por volta do meio-dia, fez-se grande silencio na orla da mata. Os passarinhos haviam escondido suas cabecinhas sob as asas, e tudo descansava.
Foi quando o bem-te-ví espirou por entre as folhagens da árvore e perguntou: " O QUE É, AFINAL,A VIDA?"
Todos se surpreenderam com essa pergunta difícil. O bem-te-ví deixou o seu galho, deu uma grande volta pelo campo e voltou, em seguida, ao seu lugar , à sombra da árvore.
Uma roseira à beira do caminho, estava, neste momento, abrindo um botão. Desenrolando uma pétala após a outra, dizia: " - A VIDA É DESENVOLVIMENTO."
A borboleta era menos profunda. Voava de uma flor à outra. E, beliscando de sua doçura, dizia: " - A VIDA É SÓ ALEGRIA E BRILHO."

Por entre o gramado denso, uma formiga carregava uma haste dez vezes mais longa do que ela própria. Numa parada para descanso, ela disse: "-A VIDA NÃO É MAIS DO QUE TRABALHO E CANSAÇO."
Uma abelha, voltando de sua excursão pelo campo, carregadinha de nectar, observou: "- A VIDA É UM MISTO DE TRABALHO E PRAZER."
Ouvindo essas reflexões sábias, o ratão não pode deixar de dar seu palpite: "- A VIDA? É UMA LUTA NO ESCURO."
Quase teria dado briga entre os animais, se não tivesse começado a chover. E a chuva dizia: "- A VIDA CONSISTE EM LÁGRIMAS, SÓ LÁGRIMAS."
Muito alto no céu, uma águia perfazia círculos majestosos. Ela exultava: "- A VIDA É UM ESFORÇO PRA SUBIR."
Não muito longe da margem, uma árvore já curvada pela tempestade disse: "- A VIDA É INCLINAR-SE SOB UMA FORÇA MAIOR."
Então veio a noite. Silenciosamnente, uma coruja deslizava pelo campo em direção à mata. Disse: "- A VIDA É APROVEITAR AS OPORTUNIDADES ENQUANTO OS OUTROS DORMEM."
Finalmente, o silencio cobriu o campo e a mata. Após algum tempo, um jovem caiu na relva, cansado de dançar e beber, e disse: "- A VIDA É UMA BUSCA CONSTANTE DA FELICIDADE E UMA CORRENTE DE DECEPÇÕES."
De repente, a aurora se levantou em todo o seu esplendor e disse: "- ASSIM COMO O DIA É UM INSTANTE DA VIDA, ASSIM A VIDA É UM INSTANTE DA ETERNIDADE".
(Conto sueco- adaptação de João Cândido) 

          

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Minhas fantasias!!



Você vem não sei de onde... chega de algum lugar...
que não sei. Sei que chegas... Sinto o perfume de rosas...
chegando suave junto contigo...
 Você me abraça pelas costas e eu sinto tuas mãos,
entrelaçado nos  meus ombros. embora não as veja.
 Vem e fala  baixinho no meu ouvido.
Tô cheia de saudades vim te ver...
chega junto contigo uma alegria enorme...
Mas minha paz acaba... você  bagunça minha vida.
Faz loucuras fora e dentro de mim.
Minhas fantasias perto das tuas...
Não são, são devaneios...
De onde você vem ...lá tem saudades?
tem aperto no peito? tem como curar?
Quando você olha  pelos meus olhos e o teu coração
aperta ... Choro tuas  lagrimas por você ...

Rivalcir Liberato
         

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Vencer-se



Vencer o medo, vencer o fracasso, vencer a depressão, a ansiedade, colocar sentidos na sua vida, apontar rumos e direção, ter motivação para viver, eis a grande tarefa do ser humano, amar-se para poder amar sem medidas. 
Hoje é dia de reflexão, de pensar um pouco mais, de dar pequenos passos em direção a felicidade, sair da casca que te prende ao "mesmo", fazer diferente, mudar, buscar outros caminhos, e nessa busca de melhoria interior, você pode:

- ouvir uma nova música,
- ler um livro diferente,
- conversas com um desconhecido,
- ir por outra direção,
- andar a pé, ou pegar um ônibus errado,
- escrever uma poesia, ou uma dissertação,
- visitar um hospital, doar sangue,
- passar uma tarde nas ruas, na praia,
- estender a mão para quem precisa muito mais,
- descobrir que o seu umbigo não é o centro do mundo,
- fazer uma oração de agradecimento, sem pedir nada...
Pare, pense, realize, mude, experimente-se, descubra que além da dor existem recados, toques divinos chamando para uma nova postura, você deve descobrir o motivo de estar aqui, e perceber que você é sim, muito importante.
Pode e deve fazer a "diferença", pode e deve, amar e ser amado, sem pesos e sem medidas, descobrir que o mundo sempre será; do tamanho que você deseja ser, pois em você brilha  um sol de infinitas POSSIBILIDADES. Hoje é dia de vencer a si mesmo e conquistar!


Bom dia!!
(Paulo Roberto Gaefke)

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A diferença entre um Anjo e um Amigo!


        A diferença de um Anjo e um Amigo...             
Anjos e Amigos... Todos temos um pouquinho de cada coisa... Um anjo nos toma pela mão e nos aproxima de Deus.
Um amigo foi enviado por Deus para aproximar-mos Dele.
Um anjo tem a obrigação de cuidar de nós...
Um amigo cuida de nós por amor...
Um  anjo te vê sorrir, e observa tuas alegrias.
Um amigo, te faz sorrir,
e faz parte das tuas alegrias.
Um anjo sabe quando necessitas
da ajuda de alguém.
Um amigo, te ajuda sem saber que necessitas.
Um anjo te ajuda, evitando problemas.
Um amigo,
te ajuda a resolvê-los.
Um anjo te vê sofrer, sem poder te abraçar.
Um amigo te abraça, porque não quer te ver sofrer.
Um anjo , na realidade, faz parte dos teus sonhos.
Um amigo, compartilha e luta para que seus sonhos
sejam uma realidade.
Um anjo sempre está contigo aí, não percebe a sua falta.
Um amigo, quando não está contigo, não só sente a
sua falta, mas também pensa em ti.
Um anjo vela seus sonhos,
Um amigo sonha contigo.
Um anjo aplaude teus triunfos.
Um amigo te ajuda para que triunfes.
Um anjo se preocupa quando você está mal.
Um amigo se alegra quando você está bem.
Um anjo recebe uma oração tua.
Um amigo faz uma oração por ti.
Um anjo te ajuda a sobreviver.
Um amigo vive por ti.
Para um anjo, é uma missão que cumpri.
Para um amigo, é uma obrigação te defender.
Um anjo é algo celestial.

Um amigo é uma oportunidade real de conhecê-lo melhor...
Na semelhança que há entre “o amor e a amizade ".
Um anjo quer ser teu amigo.
Um amigo, se propõe também a ser o teu anjo...
E é alguém que te cuida nas noites mais turbulentas,
para que possa compartilhar de todos os seus sonhos.

Rivalcir Liberato

terça-feira, 3 de agosto de 2010

PORTAL DA MADRUGADA


No avançar de seus domínios
de sonhos, de sombras e fascínios,
a noite forma templos de silêncios
aos olhos, prenhes de sonhos sadios.

O aguardo adentrando o portal
da paragem onde somos tão livres,
dimensão, que se faz natural,
quão natural é saber que tu vives.

E , então, tu vens me falar
desse amor, que nos faz tão serenos...
não cansamos de nos confessar,
como o tempo só faz aumentar
todo bem, que tão bem nos queremos!

Claridade se faz devagar,
madrugada já no declinar
leva as sombras que a tudo ocultou,
para o sol, que as quer revelar.

Nos encontra em afagos de amor,
de urgências, de ânsias, prazer...
E, minh'alma não quer acordar
deste sonho que a toma, integra
entre os braços que não posso ver,
ao amor, ao carinho, se entrega.

Com os raios do sol a chegar,
fecho os olhos pra continuar a te ver,
te amar com o olhar
e sorrir aos sorrisos que dás.

Tão tranqüila, quietinha em teus braços
Logo o sono me vem alcançar...
Sei que beijo o beijo que dás
e dormindo procuro abraços.

Me recobres, me arranjas os cabelos
e me deixas tranqüila a sonhar.
Mas, sabemos que na madrugada
ao Portal, tu vais regressar!


Maria Mercedes Paiva

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

ABRAÇA-ME


Enquanto o sono não chega,
todas as noites eu falo contigo.
Embora o escuro do quarto,
sinto teu olhar tão cristalino...
o arfar de teu peito...
teus cabelos de menino, que eu afago
minhas mãos seguras pelas tuas mãos tão meigas

Quando teu respirar se aproxima,
cálido e querido como uma
brincalhona brisa, brinca e desliza pelos prados,
sinto que tua boca busca pela minha
e nem bem ouço tua voz,
mais a pressinto pela vibração
dos teus lábios perguntando aos meus:
-Ainda me amas?

Ah! Abraça-me agora, meu amor
que minhas lembranças te fazem tão presente!
Abraça-me agora, meu querido,
que de tanto mentalizar-te,
eu te materializo!...

Minh'alma te busca pelas dimensões
cujos caminhos eu não reconheço!
E não temo pela tua paz,
porque envolto assim, em meu amor
sempre serás feliz!!

Abraça-me agora, meu antigo amor
e deixa-me te confessar sinceramente:
- A única certeza que tenho da eternidade,
é que vou te amar, eternamente!...
Maria Mercedes Paiva