Recent Visitors

Seguidores

Translate

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Aturdido Amor!


Aturdida, ela se sentiu 
perdida,
mas seu impressionado 
coração
mesmo assim... estava 
querendo.

Lascivo era esse breve 
momento
em que a surpresa diz : 
Nossa !
Eu nunca poderia 
imaginar isso,
mas que estava desejando,
estava.

É difícil compreender 
esse todo
quando a voz embarga 
palavras
e o coraçao saltita 
com emoções ardentes.

Ah...amor...eu sou mesmo 
emocional,
mas vem aqui que te dou 
aqueles cheiros
e ainda te cubro de meus 
beijos quentes. 

Hum...está bem...eu vou...
meu amor...
você sabe que sempre me 
apressarei
para chegar a esses teus 
lábios rubros.
Afinal, eu adoro você,
mesmo aturdida.


Cássio Seagull

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Destino!



Escrevo como quem toca um piano

Desejando escrever uma ópera

Para que minhas palavras sejam eternas

Enquanto toquem



Enquanto toquem meu coração

Que luta para ser feliz

E se libertar de pequenas pedras

Que insistem em ficar em meus sapatos



Que caminham procurando direção

Para que meu sol volte a brilhar plenamente

Como quando estou com você

Junto ou na minha mente



Imaginando o dia que partirei

De onde não consigo mais ficar

Como caminhei um dia na vida

E sem saber fui te encontrar



Como um ser que vaga sozinho

E é atropelado pelo seu destino

Destino que apenas me mostra o que já sei

E que me pede para deixá-lo me levar



Para onde jamais saberei

Pelo menos por agora

E mesmo assim confio nele

Pois foi deste mesmo jeito que lhe encontrei.

fonte: http://cadadiaumapoesia.zip.net/

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Eternos Amores!


 Eu acredito em amores eternos,
 daqueles que acompanham a gente pela vida inteira,
 como se tempo e amor se fundissem num só elemento,

tornando-se imutáveis, indestrutíveis.

 Eu acredito em amores eternos,
 daqueles que vão com você para qualquer lugar,
 não importando o quão distante você esteja, 
por que a pessoa amada reside em seu próprio coração.
  Acredito em amores eternos e sublimes,
 capazes de reconsiderar tudo, com suavidade,
 ternura e perdão.Acredito, sim,
 em amores para toda a vida, e além da vida,
 pois seria um tipo de amor unido à própria alma,
 e sem alma a vida não tem razão…
 Amores eternos existem sim, e superam qualquer coisa,
mesmo quando ninguém mais acredita neles
olhar,  eles continuam sempre à espreita,
 esperando apenas um olhar,
 um retorno, uma reconciliação.
fonte: http://www.mensagenscomamor.com

domingo, 27 de outubro de 2013

Sem cabeça pra pensar!

Sem Cabeça Para Pensar
Carlos Drummond de Andrade



Moça, eu te vi.
. Linda em seu sobretudo negro..
 Em suas botas sensuais.. O que se passa na cama 
  (O que se passa na cama é segredo de quem ama.) 
É segredo de quem ama não conhecer pela rama gozo que seja profundo
 elaborado na terra e tão fora deste mundo que o corpo, 
encontrando o corpo e por ele navegando, 
atinge a paz de outro horto, noutro mundo: 
paz de morto, nirvana, sono do pênis.
  Ai, cama canção de cuna, dorme,
 menina, nanana, dorme onça suçuarana,
 dorme cândida vagina, dorme a última sirena ou a penúltima…
 O pênis dorme, puma, americana fera exausta.
Dorme, fulva grinalda de tua vulva.
  E silenciem os que amam, entre lençol e cortina ainda úmidos de sêmen,
 estes segredos de cama.
fonte: http://www.mensagenscomamor.com/

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Essencia - Saul Dias




Todos os dias  nascem pequeninas nuvens,

  róseas umas,
  aniladas outras
  nacaradas espumas.
  Todos os dias  nascem rosas, 
 também róseas  ou cor de chá, de veludo...
   Todos os dias  nascem violetas,
  as eleitas  dos pobres corações...
   Todos os dias  nascem risos, canções... 
  Todos os dias  os pássaros acordam  nos seus ninhos de lãs..
.   Todos os dias  nascem novos dias,  nascem novas manhãs...



fonte http://www.mensagenscomamor.com/



segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Hora Mística



Noite caindo ...
 Céu de fogo e flores.
  Voz de Crepúsculo exalando cores,
  O céu vai cheio de Deus e de harmonia. 
 Silêncio ...
 Eis-me rezando aos fins do dia.   
Névoa de luz criando imagens na água,
  Nome das águas esculpindo os céus, 
 Tarde aos relevos húmidos de frágua, 
 Boca da noite, eis-me rezando a Deus.
   Eis-me entoando, a voz de cinza e ouro, 
 Oh, cores na água vindo às mãos em branco! 
 Minha ópera de Sol ao último arranco. 
  E, oh! hora mística em que o olhar abraso, 
 Sol expirando aos Pórticos do Ocaso!  
Dobra em meu peito um oceano em coro.
Afonso Duarte

sábado, 19 de outubro de 2013

Ela!!!!!!...Nuvem passageira.


De olhos abertos ela se 
redime de seu passado 
esquecendo-o na curva 
daquele caminho áspero,
pois é melhor esquecer 
do que sofrer.

Mas não consegue deixar 
o agreste
daquele povoar-se de 
espinhos
e sua vida...se prende à 
sua hermética solidão.

Olha o céu e até das estrelas 
duvida,
pois não acredita no que 
vê nascer
todas as noites diante de seu 
olhar.

Seu corpo ela até sente 
como semente,
pois lhe invade sem querer 
a paixão
que a faz transformar-se 
em princesa.

Há no fundo de si mesma 
um desejo,
desses que mesmo querendo 
não pode conter, 
pois seu coração orbita em 
um novo sentir,
antes coberto pela nostalgia.

Contente chega...e contente
parte
e seu rasto agora é de 
luz estival.
E nem sabe e nem mais 
quer saber
o porquê dessas mudanças 
inopinadas.

Perscruta o céu...
as estrelas são as mesmas...
a lua é a mesma,
mas percebe que mais se 
parece a nuvens 
num caminhar itinerante...
vagando em busca de 
novos espaços.

Ela... nuvem...passageira.
E mesmo assim sorri.
Está feliz assim.
Só quer amar...e ser nuvem 
num céu sem fim.
E dele...seu sonho...
apenas ouvir um belo sim !

Cássio Seagull

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

AH! MUlher.....Sonho!


Agora sim ela estava 
num limiar
entre quebrar o gelo 
ou esfriar
esses seus modos mais 
rústicos.

No estanto a noite era 
a mesma
e nem havia com que se 
preocupar
pois na calada da noite 
ela fugia de si mesma.

O amanhecer abria seus 
olhos
que ainda queriam 
dormir mais,
pois sonolenta a vida 
lhe parecia.

As ilusões haviam marcado 
fundo
seu rosto, mas sonhava 
ainda e sempre,
com as noites mágicas 
de Bagdá.

Seu corpo então se desabria 
em ais
mas ela sabia os porquês 
deles todos
mas mesmo assim 
de ai em ai...
mais queria...mais queria.

Insaciável era sua vida 
buscadora.

Ah...mulher sonho !!!
Tão pecadora...tão 
pecadora
com sua alma nobre de 
Pandora !

Cássio Seagull

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Meus sonhos.....também são TEUS!!



Preso de novo em teu 
agudo olhar
outra vez você me faz 
em ti engastar
esses meus modos que 
voce conhece e gosta.

E se um piano toca...num 
de repente,
é como se eu te visse 
bailarina cósmica
percorrendo galáxias
com teus macios pisares.

Ah...sim...venha meu 
amor,
com esses teus olhos
que perscrutam os meus 
querendo mais
daquilo que ontem nem 
possivel foi... dar-te.

Mas venha...de novo 
e novamentes e mais
ainda,
com esses teus rubros 
lábios cobiçar-me.
E logo depois, tudo 
querendo, me enfeitiçar.

Ponha amor a polpa de 
teus labios ardentes
nestes meus
que agora são todos teus.

Oh..Zeus...Oh...Zeus !
Contigo, meu amor,
ainda chegaremos ao 
pináculo.

Meus sonhos tembém 
são teus...

Cássio Seagul

Preciosidades!


Voavam os pássaros, 
hoje ligeiros,
recortando o céu com 
suas asas
como se sua pressa fosse 
humana.

Você nem estava aqui, 
mas estava,
pois pensamentos buscam 
tudo
mesmo quando separados 
por algumas vírgulas.

Circumflexando ideias 
de toda sorte,
de repente, caio em teu 
calor passional,
onde me envolvo em teus 
soltos frêmitos.

Arrepios então invadem 
tua pele na minha,
e como se fosse ontem,
o hoje de novo se renova
trazendo em mim 
impressões nunca tidas.

Há nesta vida...momentos 
que são preciosidades !
Essência de sentires 
almiscarados... e que no 
cofrinho
das lembranças se guardará.

Sem chaves...porém...
para que sempre se possa abrir
quando quiser, não é amorzinho ?

Cássio Seagull

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Assovio


Ninguém abra a sua porta 
para ver que aconteceu: 
saímos de braço dado, 
a noite escura mais eu. 

Ela não sabe o meu rumo, 
eu não lhe pergunto o seu: 
não posso perder mais nada, 
se o que houve já se perdeu. 

Vou pelo braço da noite, 
levando tudo que é meu: 
— a dor que os homens me deram, 
e a canção que Deus me deu. 


Cecília Meireles

domingo, 13 de outubro de 2013

Um dia de domingo!


Segui os passos em destino ao nada
busquei o som do vento,
a brisa noturna,
e o canto dos pássaros.

Perdi-me no aconchego da alegria
em tantas e sublimes emoções
que ora jorra lágrimas em minha face,
lágrimas de lembranças,
lágrimas felizes. 

Contei as gotas de orvalhos
refrescando cada folha. 
Sentir da flor alegre, o perfume,
Do vento suave, a harmonia. 
E da vida que tenho,
Vontade de viver mais um dia
Um dia de domingo.


de Domingos Calixto dos Santos
Itagi - BA - por correio eletrônico

sábado, 12 de outubro de 2013

Viver e ser feliz!




Nossa correria diária não nos deixa parar para perceber se o que temos já não é o suficiente para nossa vida.
 Nos preocupamos muito em TER:
 ter isso, ter aquilo, comprar isso, comprar aquilo.
 Os anos vão passando, quando nos damos conta, esquecemos do mais importante que é VIVER e SER FELIZ! 
 Muitas vezes para ser feliz não é preciso ter, o mais importante na vida é ser.
 As pessoas precisam parar de correr atrás do Ter e começar a correr atrás do ser: ser amigo, ser amado, ser gente.
  Tenho certeza de que, quando somos, ficamos muito mais felizes do que quando temos.
 O ser leva uma vida para se conseguir e o ter muitas vezes conseguimos logo.
 O ser não se acaba nem se perde com o tempo, mas o ter pode terminar logo.
 O ser é eterno, o ter é passageiro.
 Mesmo que dure por muito tempo, pode não trazer a felicidade..
 E é aí que vem o vazio na vida das pessoas... 
 Por isso, tente sempre ser e não ter.
 Assim você sentirá uma felicidade sem preço! 
Espero que você deixe de cobrar o que fez e o que não fez nos últimos anos e que você tente o mais importante: ser feliz.
fonte: http://www.mensagenscomamor.com/

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Não demore, Meu Amor!


Se em tua lembrança
todo me curvo
é porque em teu corpo 
entreguei-me
para que a paixão em 
mim assoprasse 
esta vela de minhas 
mais fortes vontades.

Teu rosto então de mim 
serve-se todo
com tuas carícias assim 
inesquecíveis
e que marcam em minha 
pele tua presença
arrepiando-me como 
ao ouvir inebriado uma
bela cantata de Bach.

Teu beijo se esquece de 
todos os princípios
e vem moldando em meus 
lábios o teu querer 
que se engalfinha na busca 
de mais prazeres.

Ah...essas noites...sempre 
essas noites de magia
quando no descobrir-se 
de teus segredos íntimos
minha alma sem redimir-se,
mais ainda te devora.

Nossa !!! É hora...
é a nossa hora...vem amor 
que é agora...
que meu ser todo se arvora !

É hora amor...
não demore...não demore !!!

Cássio Seagull

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Voce ja sabe que é Meu Presente!


Cada dia é como se fosse 
um amanhã,
pois estou sempre te 
esperando
para ver esse teu sorriso 
tão bonito.

Mas quando você afinal 
chega...
meus olhos se enchem de 
teus encantos,
e a vida parece renascer 
em teus braços quentes.

Esses que me querem tanto 
quanto eu os teus...
pois tua exuberância está 
na entrega
de nossas vontades umas
dentro das outras.

Agora a tarde se põe...
num vertedouro de cores
que vão se juntando numa 
bela despedida,
enquanto meus pensamentos 
te buscam.

Hum...será que o presente...
se fará presente...
e nossa alegria irá afastar 
a nostalgia
destes caminhos feitos da
rotina do dia-a-dia ?

Ah...
Você presente...até já sabe
que é meu presente !!!
Que alegria !

Cássio Seagull

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Paixão, Filial do meu Ser!



Viciado em pensamentos de outros
ou siquier percebia a chegada do sol
vem iluminar nossos desejos.

Olhos fechados, provavelmente por horas
furtivos estava vindo como nuvens
de que estávamos levando
nossas ilusões,
um atrás do outro.

Já não falando sobre o coração,
Porque ele preferiu a força da razão...
como um poema olha.

Ah... eses sons do vento... que lindo!
Agora se você quiser continuar minha querida,
Porque você é como o vento...
sempre passado e às vezes próximos!

Bem como na sua vida...
fez minha paixão passou,
ramo apenas do meu ser.

Cassio Seagull

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Um Beijo Sela o Destino!


Com dez lágrimas ela se faz 

em pranto,
mas não de tristeza ou algo 
parecido,
ou como aquelas saudades 
que partiram de repente.

Chora de alegria seu rosto 
amante,
pois da vida lhe vale cada
instante,
desde que possa ser 
na alegria perpetuado.

Então a paixão nela já se 
contenta
desde as fráguas de seu 
sentimento que sem querer 
povoa-me e arde intenso...
tudo buscando.

Amor...como um caminho 
solidário
e um corpo voraz, 
na calada noite,
querendo em mim esculpir 
desejos.

Ah...teu ser que se divide 
em dois
de um lado uma ponte 
angelical
e de outro uma senda
apaixonante.

Degladiam-se duas fortes 
decisões.
E ela então...de mão na 
minha posta,
apenas diz : Vem amor...
me beija.

Hum..um beijo pode selar 
o destino !
E sela !

Cássio Seagull