Recent Visitors

Seguidores

Translate

quinta-feira, 29 de julho de 2010

ESPERE-ME

ESPERE-ME

Você vai me encontrar um dia, vai sentir que em sua vida,
eu mudarei algo... Não tente fugir, fique!
Eu posso lhe oferecer tudo de bom que você procura. 
Fique, deixe que eu lhe mostre
o caminho da felicidade.

Você vai me encontrar um dia, pode ser que demore, mas,
eu ainda entrarei em sua vida e quando este dia chegar,
você me reconhecerá, saberá que
sou eu a pessoa  que tanto esperou.

Se hoje você vive de amores mal resolvidos.
Se você sente um vazio, mesmo estando
ao lado desses amores.
Se você chora sem mesmo saber o motivo.
Se você muda de vida constantemente,
tentando acertar uma alegria.
Se você se desespera, enlouquece,
entristece, sem emoção;
é porque eu já faço falta em seu mundo.

Espere! você vai me encontrar,
já estou a caminho...

Levarei a você o que guardo há tanto tempo...
Levarei a minha metade, para completar a sua.
Levarei a minha luz, para te iluminar.
Levarei a minha juventude, para recuperar a sua.
Levarei os meus melhores sonhos, para sonhar com você.
Levarei as cores mais lindas, para colorir o seu céu.
Levarei a minha maior fortuna todo o amor que eu possa
 ter nesta vida e entregarei a você...

Espere-me, estou chegando...
Vilma Galvão.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Eu sou teu Anjo...



Eu sou teu Anjo da Paz!

Trabalho para afastar tuas dúvidas e tristezas,
tuas magoas e pensamentos negativos.
Te inspiro auto-confiança e serenidade,
acalento teu coração nos momentos de conflito.
Te proporciono bem estar físico e espiritual!
Faço você ficar de bem com a vida.
É muito fácil me achar...
Moro na Rua da paz do teu coração!
Eu sou o teu Anjo do Amor!

Desperto teus sentimentos mais puros e reais.
Te incentivo a atos de fraternidade e perdão,
de carinho e romantismo, aqueço teu coração
em todos os momentos.
Retribuo em dobro a tua doação  de carinho e amor.
Faço tua conexão direta com Deus!
É muito fácil me achar...
Moro na Rua do Amor do teu coração!
Eu também sou seu Anjo da Felicidade!
Você poderá me achar sempre.
Mas antes terá que passar pelas ruas
da Paz e do Amor.

Esse anjo sou eu...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Sono, Os Dez Mandamentos!

1- Durma o suficiente para acordar resplandecente e tente 
 acordar sem despertador. Ele é uma agressão.
2- Alimente-se a cada três horas. Isto é importante para ter um metabolismo em equilíbrio.
3- Cheire a comida e mastigue-a o mais devagar possível.  É importante para avisar o pessoal que trabalha duro no estômago para saber que enzima ou fermento  que deve ser preparado para uma melhor digestão.
4- Exerça alguma atividade física pelo menos três vezes por semana.  Cerca de 30 min de caminhada pode ser realizada por qualquer pessoa em qualquer lugar ou qualquer idade.
5- Evite ficar nervoso. Em situações de estresse,  experimente bocejar, espreguiçar e respirar mais.
6- Dedique pelo menos 15 minutos do dia à meditação. Escolha um local silencioso,  sente-se numa posição confortável e se esqueça da vida.
7- Tome banhos frios. Esse hábito é energizante e afrodisíaco.
8- Nenhum tratamento irá funcionar se você não abandonar  os seus vícios a começar pelo cigarro.
9- Quando fizer exercícios físicos concentre-se apenas neles. A parte fundamental do trabalho com o corpo é a interação com a emoção e o espírito.
10- Preste atenção no fluxo de ar que entra e sai de seu pulmão e procure respirar mais profundamente.

O professor e preparador físico Nuno Cobra defende que, para se ter uma boa qualidade de vida, é necessário uma boa noite de sono. 
No Livro: " A Semente da Vitória "
 

sexta-feira, 23 de julho de 2010

As dores de cada um



Eu gostaria de ter o que te dizer, gostaria muito de consolar a sua dor, de ter a palavra certa que te reerguesse, que te mostrasse tudo o que os meus olhos ainda vêem, mas a palavra foge, a dor se mostra mais forte, e nada, absolutamente nada do que eu diga pode te consolar.

Existem dores que são muito intimas, particulares mesmo, e que precisamos extravasar ao nosso modo alguns se escondem no choro compulsivo, lavam a alma, se derramam no pranto...

Outros no entanto, se fecham em silêncio, não querem ver, nem ouvir ninguém, e esperam uma resposta não sabem de onde...

Infelizmente, existem os que não reagem na hora, não querem acreditar no que aconteceu, e vão andando como se fossem zumbis, se alguém tentar comentar, se esquivam, e só depois de algum tempo, quando percebem o vazio, a ausência e a solidão, se deixam levar pela dor, e essa é a face mais dolorosa da dor.

Para todos os que passam pela dor, o meu respeito solidário, a minha prece silenciosa, rogando ao Pai Criador, que ampare o coração vazio, que os dias sejam a pomada cicatrizante, que fecha a ferida, e que a marca que reste desse período, seja a boa lembrança dos bons momentos, secando para sempre a ferida da dor, que ainda não tem remédio.

(Paulo Roberto Gaefke)

quinta-feira, 22 de julho de 2010

NÓS DOIS


Queria ter lhe conhecido antes,  muito antes...
Para que nenhum de nós dois tivesse medos ou cicatrizes.
Queria ter estado com você, quando seu coração descobriu
o que era AMOR.
Quando seu corpo descobriu  o que era DESEJO.
E antes que pudesse sofrer, eu estaria do seu lado,
amando-lhe. entregando-me, e juntos poder ter aprendido,
as lições da vida e do coração...
Queria ter te conhecido muito antes...
Quando suas esperanças  começaram a nascer, quando seus
sonhos ainda eram puros, e seus ideais ainda ingênuos...
Pena termos nos encontrado só agora, já com o coração viciado
em outros amores, com uma imagem meio falsa, do que é felicidade,
do que é entregar-se... Queria ter lhe encontrado antes, muito antes... Numa nova vida, num outro tempo, em que não precisássemos  temer o nosso futuro, nem nossos sentimentos...

Ah! como eu queria! Mas, não foi assim, te conheci agora...
na hora certa?, no momento certo?... eu não sei...

Só sei que te encontrei agora e,
na sua vida, se você quiser, para sempre...
eu ficarei...!


Vilma Galvão


letras de músicas no letras.com.br

terça-feira, 20 de julho de 2010

HOMENAGEM À AMIZADE


Não esconda nunca o quanto você valoriza seu amigo.
Embora você ache que ele saiba o quanto o estima, nunca é demais palavras e atitudes de carinho.
Elas sempre são e serão bem vindas, palavras doces não dão diabetes, fique sossegada.
Quem tem Amor no coração, sempre entenderá o valor da Amizade!
Ele nunca é cobrado, é doado em carinhos sem fim, generosidade que sai naturalmente, sem que se perceba.
Tudo que é natural assim como a natureza, deve sempre ser homenageado, não existem datas especiais para se falar quanto amamos nossos amigos.
A mão estendida não é pedida, ela estende automaticamente, pois conhece as necessidades, falam alto as compatibilidades.
Hoje quis homenagear minha amiga, escrever para que você saiba o quanto é importante para mim!
Mesmo que te diga sempre, nunca será suficiente, amizade verdadeira não se descreve, ela é sentida de tantas coisas boas e amor sem fim.
Amiga, sempre estarei aqui, na telinha ou fora dela, não importa isso, e sim meu carinho por você, minhas orações, saiba que para sempre... será assim!

AMIZADE
É difícil e raro encontrar um amigo fiel, um amigo de verdade. Mas existem algumas regras que podem nos ajudar a conquistar e preservar uma amizade preciosa.
Regra número 1: Se quiserem ter amizades longas, procurem ter memória curta.
Regra número 2: Se procurarem amigos sem defeitos, não terão nenhum amigo.
Regra número 3: Seu melhor amigo é aquele que traz à tona o que há de melhor em você.
Regra número 4: Um amigo é alguém que compreende seu passado, acredita em seu futuro e o aceita hoje, do jeito que você é.
Regra número 5: A amizade não deve ser vista como algo que recebemos e sim como algo que oferecemos.
Regra número 6: É bom ter um amigo para compartilhar as tristezas; mas é indispensável ter um amigo para compartilhar as alegrias.
Regra número 7: Ninguém é tão auto-suficiente que não precise de um amigo.
Não há maior riqueza no mundo, do que ter bons amigos.
Mas não nos esqueçamos que: para se ter um amigo, é preciso ser um bom amigo.
Muita gente se esquece, mas a amizade é uma estrada de duas mãos.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Os mensageiros da Eternidade...

Nós os sensíveis, temos a luz brilhando dentro de nós. A nossa sabedoria muitas vezes pode ser confundida com a loucura por pessoas de mentira...por aquelas pessoas que vivem presas a um mundo automático. Nós, os sentimentais, os alquimistas, os arrependidos pelos erros, os filhos amados que foram deixados pra trás num deserto...

Os que têm fé inabalável, os sonhadores, os loucos de amor muitas vezes já fomos considerados as ovelhas negras da família...mas os nossos sentimentos profundos como o amar... nos transformaram  aos poucos em cordeiros mansos que pastam felizes pelos campos verdes... Dentro de nós ardem paixões interiores capazes de derreter qualquer geleira.

Nós já morremos incontáveis vezes...
já renascemos outras tantas mais fortes, mais determinados em encontrar a nossa felicidade. Nós, os sensíveis somos invencíveis pelas lágrimas e...imbatíveis pelo sorriso...Muitos de nós os sensíveis, carregamos na alma e até no corpos, marcas da nossa paixão pela vida. Do mais fraco ao mais forte, do mais bonito ao mais feio.

Não somos medidos pela nossa formosura ou pela grandeza do nosso corpo...
mas somos admirados pelo poder do nosso coração, pela força que emanamos de dentro de nosso olhar...e as pessoas de mentira ficam sem entender como nós os sensíveis conseguimos ter tanto poder!

Nós os sensíveis estamos aqui para fazer a diferença. Ninguém nos conhece pela superfície... ...mas pela profundidade de nossos bons pensamentos.  Não somos santos.....mas somos anjos.
Não somos perfeitos......mas é na nossa imperfeição que mostramos nossas maiores virtudes. Não é pela casca que queremos ser conhecidos.

Queremos um relacionamento íntimo com tudo e com todos que nos cercam. Podemos errar... ...fracassar em quase tudo mas jamais fracassaremos como seres humanos. Somos incompreendidos, porque muitas vezes não sabemos expressar quem somos de verdade. Ainda que o nosso corpo envelheça e fique doente...

Nada pode tocar o coração de um sensível senão a mão do Supremo Criador. Nós os sensíveis...mesmo de longe nos juntamos em espírito num coral para cantar uma canção que curará toda pessoa de mentira. Por alguns instantes o mundo parará para ouvir o nosso canto e se apaziguará por alguns poucos momentos...

E por alguns momentos elas também vão ser sensíveis como nós... ...quando perceberem que no rosto do outro está o espelho de sua própria face. Nós os sensíveis temos o dom de sentir o que os outros sentem...de traduzir seus pensamentos...porque nosso coração capta o que os outros corações transmitem... ...mas nós somos uma brasa viva no meio da neve...

Ou um oásis no meio do deserto. Estamos aqui para mostrar aos outros que a alma existe...que a matéria passará. Mas que temos vida para "todo o sempre". Somos dono da sabedoria universal. Acreditamos num Deus comum a todos seres humanos.
Num Deus que habita todas as religiões.

Num abraço do sensível... ...está a graça do Universo.
Nós os sensíveis somos os mensageiros da eternidade...

domingo, 18 de julho de 2010

A fita métrica do Amor!











A fita métrica do amor- Martha Medeiros

Como se mede uma pessoa?
Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento.
Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu,
quando trata você com carinho e respeito,
quando olha nos olhos e sorri destravado.
É pequena pra você quando só pensa em si mesmo,
quando se comporta de uma maneira pouco gentil,
quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar
o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.
Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida,
quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto.
É pequena quando desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende,
quando se coloca no lugar do outro,
quando age não de acordo com o que esperam dela,
mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento,
pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas:
será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições?
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros,
mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única ao estender a mão,
e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso,
nem os músculos que tornam uma pessoa grande.
É a sua sensibilidade sem tamanho

                 

sábado, 17 de julho de 2010

Saber receber!

Há muito tempo, em algum lugar do mundo, havia um homem que só queria ter duas coisas na vida: uma flor e uma borboleta.

Naquela época, flores e borboletas eram coisas raras, difíceis de encontrar. Mas Deus já era unanimemente reconhecido como Aquele que Tudo Faz e Tudo Pode. E bastante requisitado.

O homem se lembrou de Deus e formalizou seu pedido.

Depois disso, ficou dias a fio olhando na direção das nuvens, na esperança de receber uma resposta indicando que o seu pedido tinha sido, pelo menos, recebido. Nenhuma resposta, porém, do céu ou da terra, ele recebeu...

Os dias passavam, e nada acontecia. Por causa disso, o homem duvidou. Achou até que Deus era uma invenção dos homens do seu tempo...

Mas eis que um belo dia, quando menos esperava, uma caixinha dourada caiu do céu, bem na sua frente. Com cartão e tudo. E o remetente era Deus. No cartão branquinho, estava escrito em letras cor de ouro:
"Receba com amor os presentes que Eu lhe dou. Desculpe a demora. Deus".

- Não é que Ele existe mesmo? - comentou o homem.

E Deus não tinha esquecido nada. O pacote veio até embrulhado em papel de presente, enfeitado com luas, estrelas e imagens de querubins. Deus caprichou até nos adereços! Em volta da caixa, podia se ver um grande e bem-feito laço de fita e, no meio dele, um ramo de oliveira. Antes que um aventureiro qualquer o fizesse, o homem agarrou a caixa. Abriu-a e encontrou duas coisas: um cacto e uma lagarta. Não entendeu nada...
- Mas que negócio é esse? A gente pede uma coisa e Ele manda outra? - questionou.
- Será que eu não soube me explicar direito?

Não se convenceu:
- Meu presente veio errado. Deus se confundiu. Deve ser porque Ele recebe muitos pedidos...

O homem abandonou o cacto e a lagarta num canto.

Os dias foram passando...passando... e, num deles, veja só o que aconteceu: a lagarta transformou-se em borboleta, e do cacto, nasceu a mais linda de todas as flores!

O homem de tanta surpresa, ficou parado, de boca aberta, com cara de tolo...

Hoje os tempos são outros, mas a lição é a mesma: tenha calma, paciência quando pedir algo a Deus. A resposta virá, no tempo devido. Pai amoroso que é, jamais deixará de atender aos seus filhos.

Portanto, não jogue fora os presentes que Ele manda para você... Deus sempre envia o pacote certo. Muitas vezes a gente é que não sabe avaliar o conteúdo da encomenda.

Deus sempre age certo e o Seu caminho é sempre o melhor, mesmo que aos nossos olhos, nos pareça "torto"!
Maktub

quinta-feira, 15 de julho de 2010

A Vida, e o amor....

Às vezes a vida nos parece meio louca, sem sentido algum, pensamos que não temos motivos para viver, ou mesmo que nunca poderemos ser felizes. Coisa que não é verdade, pois oportunidades existem, mas algumas pessoas têm medo de se arriscar, de tentar, de viver perigosamente, de pedir perdão, pedir ajuda, ou não tem capacidade de perdoar. Por orgulho, acabam se magoando e ao outros também, gritar eu te amo para todo mundo ouvir, quando se tem vontade não é vergonha alguma, é expressar o que se sente de uma forma simples e bonita e mostrar que se ama alguém. É essencial parar de sonhar com um futuro melhor e fazer do presente um momento excelente e único, esquecer as feridas do passado, e arrancar o rancor e a angustia do peito, e enche-lo de alegria, muita paz, de amor e de felicidade.
Para mais tarde não olhar para traz, e se perguntar: por que eu não me arrisquei mais, por que eu disse que eu a (o) amava, por que não vivi mais, por que não aproveitei mais minha vida, por que não fiz mais amigos, por que não experimentei mais beijos, e a pergunta mais importante de todas, por que estou me lamentado agora, se na verdade no passado tive vontade de fazer todas essas coisas, mais eu as julguei por tolas e sem importância alguma em minha vida. Mas hoje vejo que não são, mas agora é tarde demais para se lamentar, ou se arrepender, pois as lágrimas que derramei jamais retornaram aos meus olhos, ou que as pessoas que deixei beijar iram me procurar, para me dizer: eu vim lhe dar o beijo que você queria mais teve medo de pedir, sendo que eu também queria.
O ontem já faz parte do passado, o amanhã é tão incerto, o dia de hoje é muito importante, as pessoas que nos rodeiam, os amigos, a família, os amores, um simples momento ao lado dessas pessoas já nos faz muito felizes, nos faz ter um sentimento tão diferente e envolvente, como um abraço apertado e aconchegante.
Não quero olhar para traz e me arrepender, de não ter feito o que tive vontade de fazer, quero recordar de momentos felizes, momentos entre amigos, familiares, e etc.
Na verdade eu quero mais é ser feliz, me arriscar mais, gritar eu te amo se tiver vontade, viajar por esse mundão a fora, beijar por que beijo é muito bom, fazer muitos amigos, chorar se tiver vontade, perdoar e pedir perdão quando for preciso, para mais tarde não precisar me lamentar. Ao invés disso quero observar meu álbum de fotos, junto com as pessoas mais importantes da minha vida, e rir de todos os momentos engraçados.
E poder dizer tranquilamente como foi bom, não me arrependo de nada que fiz. E se pudesse não pensaria duas vezes faria tudo novamente.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Meu Sonho!




Eu vejo voce la longe,
chegando com seu sorriso lindo
e, me chamando...
agora voce vem correndo aos meus braços,
onde nos envolvemos de abraços de muito carinho.

Joga as malas para o lado e diz!
Ate que enfim te encontrei meu amor!

E eu, respondo que agora seremos
Os dois, mais felizes deste mundo
Por q o amor que nos envolve, é algo
Muito profundo

è um sentimento absurdo de alegria e
muito prazer
te sinto ao meu lado
sempre,
envolvendo meus braços nos teus
tuas mãos se encaixam perfeitamente nas minhas
tua pele, é macia, e teu cheiro é irresistivel

E voce me fala..Ahh meu amor, pensei q jamais fosse te encontrar
Jamais pensei em sentir voce em meus braços
E agora, voce esta aqui, ao meu lado, tão quentinha,
e tão irresistivel!
E eu, então o abraço muito mais, com muita força,
e sentindo ele bem perto de mim
sentindo  com tanto carinho, que me envolve
e assim, nos beijamos com tanta paixão,
que nunca, havera nada que nos fara esquecer este amor tão lindo!

Mas, de repente, surje a luz em meu quarto
e me acordo,
com aquele efeito do sonho tão perfeito
Daquele sonho, que eu queria a realidade!
Mas, hoje não foi realidade meu amor.
Um dia sera a realidade, que nos fara encontrar-mos
e espero que seja pra sempre o Meu Amor!


 Mari Angela Muller

segunda-feira, 12 de julho de 2010

A Carta


Escrevo-te estas mal traçadas linhas, meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros por favor
Nas frases desta carta
que é uma prova de afeição
Talvez tu não a leias mas quem sabe até darás
Resposta imediata me chamando de meu bem
Porém o que me importa
é confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém

Tanto tempo faz,

que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão
de que já vi passar
Um ano sem te ver,
um ano sem te amar
Ao me apaixonar,
por ti não reparei
Que tu tivestes só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu... Renato Russo

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Pense como um Vencedor...


Pense como um vencedor 
Avalie você mesmo, meu jovem. Você tem tudo o que os grandes homens tinham: dois braços, duas pernas, dois olhos e um cérebro para usar se for esperto.

Todos começaram com esse equipamento. Então, comece do alto e diga ''Eu posso".

Olhe para eles, os sábios e grandes. Eles comem de um prato comum, com facas e garfos semelhantes, e com laços semelhantes amarram os sapatos. No entanto, o mundo os acha bravos e talentosos.

Mas você também tem o que todos tinham ao começar. Você pode triunfar e chegar ao sucesso, você pode ser grande, bastando querer. Está equipado para a luta que escolher, tem pernas, braços e um cérebro para usar.

Você é o obstáculo que deve enfrentar, você é quem escolhe seu lugar, você deve dizer para onde quer ir, o quanto quer estudar, qual verdade oculta quer conhecer.

Deus o equipou para a vida, mas Ele deixa-o decidir aquilo que quer ser. A coragem deve vir da alma interior. O homem deve enfrentar barreiras com vontade de vencê-las.

Então, avalie você mesmo. Você nasceu com tudo o que os grandes tinham. Com seu equipamento, todos eles começaram.

Apoie-se em si mesmo e diga: "Eu posso".

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Almas Perfumadas

     
Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda. De flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda. Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça. Lambuzando o queixo de sorvete.

Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher. O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver.

Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul. Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis. Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo. Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso. Ao lado delas, pode ser abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente  do Papai Noel.

Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no  céu e daquelas que conseguimos acender na Terra. Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza. Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria. Recebendo um buquê de carinhos. Abraçando um filhote de urso panda. Tocando com os olhos os olhos da paz. Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave que sua presença sopra no nosso coração.

Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta. De passeio no jardim. Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo.

Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar. Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos Deus está conosco , juntinho ao nosso lado. E a gente ri grande que nem menino arteiro.  Tem gente como você que nem percebe como tem a alma perfumada!  e esse perfume é dom de Deus.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

A História de Um Amor!


Vieste... E me falaste de um alguém infiel
que traíra a tua vida
e a quem deras no entanto o teu amor...
Vieste... E me falaste a linguagem de fel
da tua alma ferida,
( e em teus olhos havia atormentada e presa
uma imensa tristeza, um profundo amargor...)

Quem te viu como te vi - a falar a linguagem
da suprema amargura
da incurável desilusão,
como quem abatido chega ao fim da viagem
e encontra um velho sonho de ventura
em pedaços no chão...

Quem te viu como eu vi – beirando o precipício
e quase em desatino,
sem saber procurar se quer um novo início
para o seu destino...

Vieste... e eu dei-te o abrigo dos meus braços,
- comovi-me... e senti meus olhos baços
diante da tua dor...
e sem que eu próprio saiba como consegui
aos poucos, muito aos poucos, dia a dia, eu vi
que vencias o infiel, o amargurado amor...

Uma tarde... em que te vi chegar, rindo e chorando,
numa emotividade
que punha em teu olhar imprevisto esplendor,
pensei que nessa tarde enfim, eu te pudesse
desvendar meu segredo de felicidade
e pedir teu carinho para meu amor...

Chegaste... Me entregaste a mão, e me disseste
entre terna e comovida:
- Ah! Meu amigo!
nem tu compreenderás todo o bem que fizeste
agora que afinal posso seguir de novo
radiante, sem perigo...

E entre terna e comovida
silenciaste,
e me entregaste a mão...

Era a despedida...
- pior que a despedida: - era a separação...
Num derradeira gesto impensado, numa alegria louca
no instante de partir:
- beijaste-me na boca
e te foste a sorrir...

Para que? Para que me beijaste-me na boca?
Hoje a minha alma sofre , e o meu desejo goza
a angústia dessa lembrança...
Ah! Meu amor... o quanto foste louca
e impiedosa,
o quanto foste criança!

( Poema de JG de Araujo Jorge, extraído do livro
"Meu Céu Interior", 1ª edição, 1934 )

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Amor no meio do Campo!




Hoje, prometo que serei
apenas teu,
e que todos os meus beijos
e abraços... serão, como
sempre, as provas de nosso
amor.

Ah... não se exalte quando
eu me atrasar,
porque nunca será  por querer
intencionalmente,
e mesmo nos desacertos
seremos sempre metades
um do outro,

e seguiremos como num jogo
Portugal x Brasil,
completamente empatados
nesse nosso meio a meio...
que como ela mesma
observara será sempre
vantagem recíproca.

Ah...querida...nosso amor já
virou um  jogo,
com você colecionando as
regras básicas e
controlando o meio de campo
a teu bel prazer.

E quando ela quer jogar na
ponta... não a demovo,
porque sempre ela vem e se
atira de cabeça,
até que meu corpo, num
estremeção, estremece.

Porque o que sinto dessa
musa atirada
é mesmo aquela vontade de
não medir nada,
e ir em frente mesmo me
passando do limite.

E nem me importo se ela...
decepcionada com meus
avanços
precipitados
em seu meio de campo,
reclama
austeramente pedindo o
cartão vermelho...

E então ela com muito amor,
mas desejos contidos
permite que eu drible bem
juntinho dela,
comportando-me porém nos 
puros atos de amor...

Logo depois, estirada e exausta
sobre o gramado,
ela confessa que está muito fora
de forma,
e que só tinha aprendido o
básico do manual M & P.

Hum...ali deitada na grama me
encho de dúvidas
se poderei conter-me e seguir o
seu manual básico, já que os
melhores lances não constam.

Tento então me aproximar ao
máximo, e logo
ela me olha outra vez como
tantas outras vezes olhara,
e  simplesmente me faz
ouvir mais uma regra.

E dessa vez em voz quase
tonitroante ela diz:
“Não vá depressa demais ao
pote, meu amor”.
Hum...claro que lhe digo que a
culpa era totalmente do
seu meio de campo.

E que por causa disso era
impossível resistir,
e então eu precisava correr
e meter a bola no gol.
Ela não gostou...deu um
chega para lá,
e eu caí pesado sobre o
gramado.

O juiz viu....e sem que eu
esperasse...levantou o braço
e me mostrou, com cara de
poucos amigos,
esse famigerado cartão
vermelho que ninguém gosta...

Reclamando com o juiz fui
explicando que não
tivera a intenção de empurrar
a jogadora,
mas que estávamos apenas 
discutindo as
regras do nosso jogo.

O juiz nem quis saber de nada,
e desapareceu,
assim como havia de vez em
quando aparecido.
Deixei o gramado um tanto
aturdido desse acontecimento.

Olhei depois para o cartão
vermelho e pensei:
ah...não importa...logo eu volto
para o meio de campo...minha
flor...
Ah...volto mesmo !!! Vai ver !


=o=o=o=o=o=o=o=o=o
Autor: Cássio Seagull
=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o

domingo, 4 de julho de 2010

MEU GRANDE AMOR, MINHA RAINHA...




Fui bem lá longe onde a
deusa Ondina
espadanava-se num mar
aberto e azul,
pois seu destino eram
rios e mares.

E mesmo de tão longe...
agora como deusa,
você vinha com tuas mãos
macias e alvas
percorrer meu corpo,
como você gostava,

e minhas espaldas então
eram tuas,
nesse dom dos dedos,
que você ia massageando
com tua loucura,
onde nenhum centímetro
você perdia.

Hoje, o tempo... você não
queria mesmo contar,
porque tuas mãos suaves
fugiam das horas
para se entregar à nossa
sôfrega paixão,

que meu corpo ansiando...
a ti se entregava,
para que você sentisse
também... aquele
mesmo desejo que de ti
a mim levava ao prazer.

Hum, hoje você me quis
como eu sempre te quis,
nesta entrega mais que
virtual...agora igual.

E satisfeita e coroada de
tua própria audácia,
você nunca me amou com
tanta devoção.

Ah...meu amor, rainha desta
madrugada !
Quero ser teu rei agora...
aqui mesmo,
e não na distante Pasárgada
de Manuel Bandeira.

Vem amor...adoro você ser
minha rainha...
e eu ser teu rei, agora mesmo,
nesta cama
que é tua...e que você mesma
escolheu...

Sim...amor...que você mesma
escolheu...

Viu como eu sou mais bonzinho
e educado
que o Manuel Bandeira ? ...rsrsr.



=o=o=o=o=o=o=o=o=o
Autor: Cássio Seagull