Recent Visitors

Seguidores

Translate

sábado, 31 de dezembro de 2011


Final de 2011, iniciando 2012.


Hoje estamos no ultimo degrau da escadaria de 365 degraus.....
Muitas promessas, não se cumpriram...
Minhas pessoas, , atos ou atitudes, não esquecemos...
Muitas dores, passamos....
Muitos sofrimentos, e muitos incômodos nessa vida!

Agora! Nada de gostar de quem não gosta de você!
Não se esconda da vida...
Nada mais de falsas amizades...
Gente efusiva? Nem pensar...
Chega de agüentar tudo que não gostamos...
Vamos fazer o bem por nós mesmos (as)...
Nada de fazer o que não queremos, e o que nãos gostamos, sómente para agradar os outros.
Não vamos deixar a vida passar por nós...

É tempo de mudanças internas e externas. A hora de faxinar seu coração é agora. Jogar toda aquela tralha fora, tirar o pó que dia a dia vai crescendo, arrumar a casa aí dentro, organizar a sua vida emocional. Pode parecer clichê e uma bobagem sem tamanho, mas é só quando você se organiza por dentro que as coisas começam a andar de vez. Sua vida anda empacada feito mula? Mude. Troque os móveis de lugar, arrume as gavetas, dê um up no visual, faça um caminho novo, troque a música do seu celular



Dê um basta em gente mesquinha, fofoqueira, que não tem nada de bom pra dizer e infeliz. Se livre dos problemas, pois o que está na nossa mão a gente pode mudar, mas precisamos ter consciência de que nem tudo está ao nosso alcance. Estabeleça metas que você pode alcançar, pois se a gente fica querendo o impossível a frustração cedo ou tarde bate na porta. Decida o que você não quer mais na sua vida. Esse é um bom jeito de abrir espaço para tudo aquilo que você sonha. Ou tudo que você nem sabe que deseja.


Que em 2012 as pessoas cuidem mais de suas vidas, guardem a indelicadeza no bolso, leiam mais, amem mais e escrevam corretamente.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

O Sonho de Deus -Iveline

Amar Faz Bem! Chico Chavier..

Que eu continue com vontade de viver,
mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos,
uma lição difícil de ser aprendida.
Que eu permaneça com vontade de ter grandes amigos,
mesmo sabendo que, com as voltas do mundo,
eles vão indo embora de nossas vidas.
Que eu realimente sempre a vontade de ajudar as pessoas,
mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver,
sentir, entender ou utilizar essa ajuda.
Que eu mantenha meu equilíbrio,
mesmo sabendo que muitas coisas que vejo no mundo
escurecem meus olhos.
Que eu realimente a minha garra,
mesmo sabendo que a derrota e o perdão são ingredientes
tão fortes quanto o sucesso e a alegria.
Que eu atenda sempre mais à minha intuição,
que sinaliza o que de mais autêntico eu possuo.
Que eu pratique mais o sentimento de justiça,
mesmo em meio à turbulência dos interesses.
Que eu manifeste amor por minha família,
mesmo sabendo que ela muitas vezes
me exige muito para manter sua harmonia.
E, acima de tudo...
Que eu lembre sempre que todos nós
fazemos parte dessa maravilhosa teia chamada vida,
criada por alguém bem superior a todos nós!
E que as grandes mudanças não ocorrem por grandes feitos
de alguns e, sim, nas pequenas parcelas cotidianas
de todos nós!

Chico Xavier

Mãos de Bondade.

Eis que do nada surgem.
Mãos de bondade.
Mão que trazem verdade.
Mãos que lhe acariciam a face.
Mãos que protegem.
Quando chorei ou lamentei.
Quando a Deus ousei dizer que estava só.
Notei ao lhe dar a mãos numa ciranda de criança.
Que ninguém está só neste mundo.
Apenas dormimos e nos negamos a ver a verdade.
Nos tornamos invisíveis.
  Não notando as mãos bondosas que a todo momento se estendem.
Que não se vendem!
  Que atentas estão e vivem sorridentes.
E quando ficamos na escuridão,por mais que se façam evidentes.
Não seguramos as mãos amorosoas
  Mão carinhosas
Mãos que acendem luzes.
Mãos que constroem.
Mãos que a todo tempo estão em nossa frente.
Alguns ficam tão cansados e se vão...
Vão...
Vão...
Não seguram, as tuas, as minhas, as nossas...
Mão de irmãos
E se perdem na escuridão...

.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Feliz Aniversario Zezé di Camargo, meu Idolo!



Olhei para o céu e o brilho do sol me fez buscar dentro de mim o seu olhar, pude sentir uma leve brisa tocar em meu rosto e essa brisa me fez sentir saudade, saudade de olhar para o horizonte e ver o sol indo embora, assim como você que um dia se foi, e me deixou... Hoje eu olhei para o calendário e vi que se trata de um dia muito especial, é o dia do seu aniversário, e eu então chorei, chorei e não pude deixar de sorrir também, sei que você esta feliz, apesar de estar ficando mais velho, mas não pude conter minhas lágrimas ao ver que estamos separados por uma coisa chamada "distância"... e essa distância me faz sonhar e acreditar que um dia seja ele qual for eu poderei estar ai ao seu lado e te abraçar, abraçar muito e poder te dizer "Feliz Aniversário" meu amor, poder te dizer o quanto eu me sinto honrada em fazer parte da sua vida, mesmo não sendo freqüente, mesmo não sendo nem lembrada por você. Quero que saibas: eu em minhas orações sempre falo de você, e peço a Deus que dê a você muita saúde e forças pra superar os obstáculos que o destino coloca em nosso caminho. Desejo que esse dia seja como todos os outros em sua vida, cheio de alegrias, cheio de Vida!. Quero que ao receber essa mensagem, não chores, olhe para o céu e busque no sol o brilho do meu olhar, busque nas estrelas o brilho dos meu sorriso, e sinta a brisa como se fosse um abraço meu, busque a cada amanhecer a vontade de viver, mas nunca, nunca deixe de pensar em mim, e saiba que hoje minha alma esta em festa, e mesmo estando longe irá brindar com você a sua saúde, a sua felicidade, numa taça abençoada por Deus, e peço a ele que permita que um dia nós dois brindemos, , olho no olho e que você possa não sóme sentir, mas ouvir eu te dizer Feliz Aniversário, Meu Idolo pra sempre!
 Mari Angela Muller

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Seu Vestido Branco Cai...









Avançavam as nuvens percorrendo
o céu e
iam céleres como que apressadas
naves,
enquanto um vento frio me batia
no rosto.

Então ela chegou me enrodilhando
todo
como sempre fazia quando queria
amar
mais do que já me amara em seu
coração.

Ela era tudo: meu anjo e meu
demônio,
e podia migrar se uma insólita e
dura raiva
para a languidez de um carinho
sem fim.

Agora ela me aninhava todo de
uma só vez...
Ah...minha linda pássara
só porque sabia
que eu a amava demais
Hum...essa minha saudade feita
de paixão !

E em meus sonhos sempre ela
estava ali,
pronta para que em sua ardência
eu me desse inteiro,
e sempre como ela mais queria :
com o máximo prazer.
Agora ela está lá e aqui...

toda pronta para o amor
Seu vestido branco cai...como
se fosse o de uma vestal
pronta para entrar no Olimpo.
Sou atraído pelo seu belo e
aberto sorriso.

Frágeis voam meus versos em
seus descobertos seios
e ela num só
debruçar...me mostra toda a
arte do amar.
Neste mar...neste mar...neste mar...
que é o amar...

Sabe...meu amor ?
Para nós nao existe o desamar...
mas apenas amar..amar...amar.
Vem amor..vamos navegar.
-
o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o
Autor : Cássio Seagull - 03-08-11 em SP

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

OLHOS CASTANHOS OS DELA...





Nem sabíamos o que estava
acontecendo,
mas as estrelas iam caindo
do zodíaco sul,
enquanto se ouvia uma grave
sinfonia de Schumann.
Ah...esses teus olhos que ontem
eram verdes,
hoje são tão castanhos quanto
uma castanha !

Ah...The Essential...hummmmm...
I believe...

Tudo nela me buscava nesta
madrugada ardente,
mas eram seus olhos que mais eu
via brilhar...
pois o amor havia chegado
trazendo a intensa paixão.

E então ela me deu a mão...
abriu suas asas
e passei a vagar naquelas
constelações todas
para encontrarmos aquela que
fosse a certa
aquela que fosse só nossa
nosso lar estelar.

Havia em nós aquela fome
ardilosa do querer
que ia num crescendo
alimentando a noite fria
até um momento em que um
milagre já era esperado.

E tudo aconteceu...enquanto
seus cabelos me
cobriam como uma noite de
mágica reverberação,
em que nossos bólidos corpos
se encontravam.

Ah meu amor...Ah noite de estrelas
tão cadentes.
Ah meu amor...nós já sabíamos...
o que queríamos
nos momentos em que nossas
mãos se tateavam,
como se na noite mais escura nosso
amor acendesse.

Que belos momentos esses...você
minha musa das estrelas..
Olha lá...nossa constelação é a
do Cruzeiro do Sul...

Então ela olhou e me beijou...
e a noite terminou
no átrio de sua voraz paixão !!!
 
-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o
Autor : Cássio Seagull - 02-08-11 em SP
cseagull2@hotmail.com
-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o


quinta-feira, 21 de julho de 2011

Os Dois Vasos


Uma velha senhora chinesa possuía dois grandes vasos, cada um suspenso na extremidade de uma vara que ela carregava nas costas.
Um dos vasos era rachado e o outro era perfeito. Este último estava sempre cheio de água ao fim da longa caminhada da fonte até a casa, enquanto aquele rachado chegava meio vazio. Por longo tempo a coisa foi em frente assim, com a senhora que chegava em casa com somente um vaso e meio de água. 
Naturalmente o vaso perfeito era muito orgulhoso do próprio resultado e o pobre vaso rachado tinha vergonha do seu defeito, de conseguir fazer só a metade daquilo que deveria fazer. Depois de dois anos, refletindo sobre a própria amarga derrota de ser ‘rachado', o vaso falou com a senhora durante o caminho: "Tenho vergonha de mim mesmo, porque esta rachadura que eu tenho me faz perder metade da água durante o caminho até a sua casa..."
A velhinha sorriu e respondeu: "Você reparou que lindas flores tem somente do teu lado do caminho? Eu sempre soube do teu defeito e, portanto, plantei sementes de flores na beira da estrada do teu lado. E todo dia, enquanto a gente voltava, tu as regavas. Por dois anos pude recolher aquelas belíssimas flores para enfeitar a mesa. Se tu não fosses como és, eu não teria tido aquelas maravilhas na minha casa." 
Cada um de nós tem o próprio defeito. Mas o defeito que cada um de nós tem é que faz com que nossa convivência seja interessante e gratificante. É preciso aceitar cada um pelo que é... E descobrir o que tem de bom nele.
(Autor Desconhecido)
Do site de Ana Maria Braga

quarta-feira, 6 de julho de 2011

O Tempo ! Paulo Esdras

  • O segredo do tempo é consumi-lo sem percebê-lo.
    É fingir-se infinito para não o vermos passar
    É fazer-se contar em anos em vez de momentos

    Relógio, despertador, cronômetro, calendário

    Tudo engodo para imaginarmos prendê-lo, controlá-lo

    Ampulheta, único instrumento sincero do tempo

    Regressivamente, nos impõe a gravidade
    De haver realmente um último grão
    Riscando na areia a nossa fragilidade

    Mas o tempo é imparcial

    Não distingue rico de pobre
    Preto de branco, homem de mulher
    Devora-se sem escolhas

    Matar o tempo é matar-se sem sentido

    Perdê-lo é viver em vão

    Faz-se devagar nos maus momentos

    Depressa quando o queremos

    Ponteiro invisível da vida

    Peça necessária do fim

    A sua fome é insaciável

    A sua vontade é determinante
    A sua procura é unanime

    Se esconde nas sombras que se movem

    Nos objetos que não mais servem
    Nas pessoas que nunca mais vimos
    Na podridão das frutas que não foram colhidas
    Nas lembranças já esquecidas

    Revela-se nas fotos que se desbotam

    Nas cartas que amarelam
    Nas crianças que crescem
    Nas rugas que aparecem

    Deixa-nos a esperança de Pandora

    Nas ações dos que virão
    No nascimento dos rebentos

terça-feira, 21 de junho de 2011

“PAI, COMEÇA O COMEÇO!”




Quando eu era criança e pegava uma tangerina para descascar, corria para meu pai e pedia: - “pai, começa o começo!”.
O que eu queria era que ele fizesse o primeiro rasgo na casca, o mais difícil e resistente para as minhas pequenas mãos. Depois, sorridente, ele sempre acabava descascando toda a fruta para mim.
Mas, outras vezes, eu mesmo tirava o restante da casca a partir daquele primeiro rasgo providencial que ele havia feito.
Há anos, muitos, aliás, não sou mais criança. Mesmo assim, sinto grande desejo de tê-lo  ao meu lado para, pelo menos, “começar o começo” de tantas cascas duras que encontro pelo caminho.
Hoje, minhas “tangerinas” são outras. Preciso “descascar” as dificuldades do trabalho, os obstáculos dos relacionamentos com amigos, os problemas no núcleo familiar, o esforço diário que é a construção do casamento, os retoques e pinceladas de sabedoria na imensa arte de viabilizar filhos realizados e felizes, ou então, o enfrentamento sempre tão difícil de doenças, perdas, traumas, separações, mortes, dificuldades financeiras e, até mesmo, as dúvidas e conflitos que nos afligem diante de decisões e desafios.
Em certas ocasiões, minhas tangerinas transformam-se em enormes abacaxis......
O carinho e a atenção que eu recebia do meu pai me levam a pedir ajuda a Deus, ou como quer que se o conceba, que nunca morre e sempre está ao nosso lado. O Pai do Céu é eterno e Seu amor é a garantia das nossas vitórias.
Quando a vida parecer muito grossa e difícil, como a casca de uma tangerina para as mãos frágeis de uma criança, lembre-se de pedir a Deus:
“Pai, começa o começo!”. Ele não só “começará o começo”, mas resolverá toda a situação para você.
Não sei que tipo de dificuldade eu e você estamos enfrentando ou encontraremos pela frente neste ano. Sei apenas que vou me garantir no Amor largo de Deus para pedir, sempre que for preciso: -“Pai, começa o começo!”.
Autor desconhecido

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Eterno ato de Amar!!

Sentindo teus pensamentos, que o vento me trouxe,
junto, entremeados sentimentos, teus medos e dissabores,
emoções misturadas que o tempo se encarregou de abafar,
que a calada da noite negra teima em te atormentar.
A sombra trêmula de teu corpo que a luz da vela te revela,
o amor que era o teu derradeiro início te põe a beira do abismo,
tudo parece terminar em nada, penetrante e abissal tua queda,
cai sobre si mesma, a tempestade é violenta, a dor é tremenda.
Talvez, eu precise te dizer coisas que só tua alma pode alcançar,
segredos da vida, a grandiosa alegria de perceber teu âmago,
e te mostrar como és bela, é a minha visão, meus olhos cor de fera,
enterre teu passado, siga o caminho e alegre-se pelo que está por vir.
Liberto-te de tua própria prisão, dou-te as asas da minha criação,
sem limites, sem barreiras nem fronteiras, terás em mãos meu pulsar,
o universo teu lar, voarás pelos céus e infernos, guerreira do coração,
e o fim será extenso meu longo abraço, num eterno ato de te amar.

Autor: Jorge Lennon

terça-feira, 7 de junho de 2011

As borboletas Mudaram





As borboletas mudaram!
Pela manhã, todos os dias vejo inúmeras borboletas
Pássaros cantando,
Mas, noto algo diferente:
As borboletas, elas já não são mais como antes
Onde estariam as borboletas do meu passado?
Quando ao abrir a janela elas pousavam na soleira...
Já não tem mais nenhuma quase!
São muito poucas....
O mundo se encarregou de acabar com elas..
Antes apareciam tantas coloridas...
Ficavam a bater as asinhas ao meu redor
E junto com os pássaros, formavam um alegre amanhecer...
Eram lindas muito lindas as borboletas do meu passado!
O ser humano, teria culpa do seu sumiço?
Talvez não!
Acredito que as borboletas acharam que é difícil viver
Num mundo de tanta ingratidão.
Meigas borboletas
Meigas lembranças...
Borboletas de um passado que já não voltam nunca mais!
Mari Ângela Muller

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Vazio que Maltrata! Bela Rose!

Um vazio que doe
Um frio que destrói
Alma sofrida, entristecida
Banhada pelas lágrimas que cai.

Estou longe de mim
Tão distante...
Coração errante...
Que amou,amou se esvaziou.

Não encontro resposta
Ecoá um grito que sufoca
Um nó que não desata
Uma tristeza que maltrata.

Sinto sua falta..
Você que prometeu
Que não me deixaria
Que desta vez ficaria
Me protegeria...

Cadê você?
Devolva meu coração.
Não me deixe na ilusão.
Me tire dessa solidão.

Cadê suas palavras?
O apoio que me dava?
Eu não era sua querida?
Sua protegida?

Confiei tanto em você!
Dei-te minha vida
Meus sonhos...
Tudo foi engano.

E agora o que eu faço?
Como desfaço?
Esta dor, esta confiança?
Essa esperança.

Preciso me refazer
Te esquecer, reviver
Mas como?
Se você levou meu coração...
Me deixou sem solução, sozinha
Nesta prisão?

Não sei, o que eu faço...
Me sinto em pedaços...
Que precisam ser, cicatrizados
Restaurados,lapidados...

Só me resta meu Senhor
Aquele,que me amparará
Me segurará,me ajudará
Ficarei com essa esperança
Nessa confiança.

Mas acreditando,que você esta bem
Que não precisa de mim..
Pois somente assim...
Essa dor terá fim.



segunda-feira, 30 de maio de 2011

Tudo Acabou!



Não saber o que digo
Não entender o que penso,
Frases sem sentido,
Sem nexo e sem censo,
Para que lutar?
Será para sobreviver?
Para que amar?
Se essa luta não irei vencer.
Para que provar o meu valor
Se tudo acabou
É como o amargo sabor
De não saber para onde vou,
As palavras tornaram-se inúteis
Quando não há perdão
E os meus gestos fúteis
Calaram meu coração,
Será uma longa viagem
Para deixar de sofrer,
Será um ponto de viragem
Do interior do meu ser.
A tristeza dos meus olhos
É o espelho do meu coração
E dos absurdos sonhos
Que se tornaram numa ilusão…


José Coimbra

terça-feira, 24 de maio de 2011

Vem pra Mim!



Contigo cubro meus sonhos
Quando estamos corpo a corpo
Pele a pele

Sentindo desejo contínuo
De estar contigo, amando sem parar
E nesse pecado saudável
Quero continuar...

Sentir as suas mãos pelo meu corpo
Os beijos na nuca
O gemido em meu ouvido
Saído de tua boca
Que está querendo a minha...
Um afago em meus cabelos
o dedo circulando meu rosto
Com muito carinho
E é nesse momento de carinho
Que digo baixinho:
Te quero
Vem para mim...
Fatima Abreu 
Luso Poemas




Coração em desalinho - Maria Rita - Musica da abertura de Insensato Cora...




Vou abrir meu coração!
Porque que uns estão a sorrir?
Enquanto outros estão a chorar?

Será que está além destas portas?
Acho que vou abrir...
No fim do túnel brilha um clarão
Vem em minha direção
Eu veja então a luz.

A solidão é seu castigo,
Sem namorado, sem amigos
Pela triste noite vagueia,
Só...não Ama, não chora.
Cambaleia.

Outro outono,
No chão entre
As folhas...
Os sonhos vagueiam!!!
Luso Poemas

terça-feira, 17 de maio de 2011

Foi a Anja do Amor



QUE ME ENSINOU...

Tudo em mim urge com máxima
urgência,
porque teus lábios e tua fofura estão
chegando,
e nem sei em que lugar vou guardar
as tuas asas.

Ah...então você chega...sem que
te esperasse,
pois eu apenas sabia que de repente
iria aparecer,
redondinha como uma mini dália
avermelhada.

Hum...como você pode ser assim
tão bonita,
e me deixar desse jeito todo
encabulado e cheio de desejos ?

Você chega em mim...
e ainda me chama de meu bem.
E fico pensando que ser um bem de
alguém assim
é como sentir-se um vaso simples
para uma rosa tão exuberante.
Então olho teus olhos que brilham
nesta noite em
que te sinto colada em mim...
tão justa
quanto no teu vestido...
que você até sabe qual é a cor.

Ah...esta paixão de você...deslinde
de minhas ânsias !
E então quebrando o encanto
com que se vestia a noite,
ela me olha de um jeito extravagante,
quase louco,
e me diz apenas no refino de sua
língua amante :
vem meu bem...você sabe que hoje
eu quero tudo de você.
E você sabe por onde eu quero
começar.

Hum..e eu sei sim...por onde ela
quer começar...sei direitinho.

Mas, na realidade, eu nem
sempre soube.
Ela é que me ensinou...
CoraçãoCassio Seagull

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Feliz Aniversário Maria Bernardete!!



Alguma coisa está acontecendo,

olhei para o céu, cadê as estrelas???
o sol sumiu;
a lua partiu.........

Sumiram as rosas dos jardins,

Sumiram os peixinhos do mar,
E vento deve estar soprando em outro lugar......

Em busca de ajuda,

procurei os anjinhos,
e nem eles consegui encontar.
Quando de repente um deles,
eu vi tentando escapar.......

Não exitei, e fui logo perguntando:

Anjinho, anjinho: -O que está acontecendo???
E o anjinho mesmo que apressado,
respondeu ao meu chamado:
-Meu rapaz, você não tem do que se preocupar,
todos saíram para comemorar,
o aniversário da pessoa mais linda.......deste lugar......
Fernando Finatti

domingo, 8 de maio de 2011

Mães!

Mãe branca, mãe preta, mãe amarela
Mãe loura, morena ou ruiva
Mãe caseira ou cigana itinerante
Mãe de todas as raças, de todas as cores
Mãe que mendiga, mãe que trabalha
Mãe que freqüenta alta sociedade
Mãe que é mãe a todo momento
Sem importar condição social
Mãe é só uma palavra que soa
Como favos de mel dentro da boca.
Mãe guerreira, mãe preciosa
Mãe zelosa, preocupada
Mãe cozinheira, lavadeira, até lixeira
Mãe empresária, industriaria, comerciaria
Mãe dona de casa, madame ou empregada
Mãe que luta com todas as garras
Mãe que batalha por um bem-estar
Por querer muito para o seu filho ou filha
Que sempre tenha em seu mundo
Momentos de muita paz e amor
Com um crescimento interior
Que o faça um alguém nesta vida.
Mãe biológica, mãe adotiva
Mãe que reza, que abençoa
Mãe que perde noites de sono
Mãe que ensina a ler e escrever
Mãe que nos mostra o que é a vida
E o caminho certo a percorrer
Mãe que é Pai em sua ausência,
Pai que é Mãe em tempo integral
Como o substituto adequado
Sem ter medo de ser piegas
Mas por necessidade primordial
De chegar enfim ao final da estrada,
Ver seu rebento crescido, vitorioso
Como um grande ser humano real.
Mãe que sempre incentiva
A lutar, vencer, crescer
Como gente, ser humano
Sem pisar no semelhante
Procurar ser alguém importante
Acreditar em Deus, ter fé
Mãe que só pensa no que é melhor
Mãe que acarinha, que acalanta
Mãe que bronqueia na hora certa
Mostrando um caminho para seguir
Mãe que está sempre presente
Em todas as horas
Mesmo que a distância se faça sentir.
Mãe é mãe não importa onde esteja
Não importa o que seja
Nada tira o seu valor.
E por você mãe presente, onipotente
Que se orgulha por ser mãe,
Por correr atrás do tempo
Tentando suavizar suas marcas
Por você que é mãe ausente
Mãe que existe só na lembrança
Que partiu tão de repente
Deixando no ar só a saudade
Eu te faço esta homenagem.

Mãe de todo dia, ano por ano
Mãe, Mamãe, Mãezinha
Mammy do meu, do seu coração
Este é o nome mais lindo
Suave, sonoro, abençoado
Por Maria, rainha de todas as Mães.
Que Deus guarda com todo carinho
Bem no meio da palma de sua mão.

(Autor Desconhecido)

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Mãe!


MÃE...
dos primeiros passos, das primeiras
palavras...

MÃE...
do amor sem dimensão, de cada momento,
dos atos de cada capítulo de minha vida
não ensaiados, mas vividos em cada
emoção...

MÃE...
da conversa no quintal, do acalanto do
meu sono aquecido de amor, aninhada
em seu coração...


MÃE ...
do abraço, do beijo que levo na
lembrança...

MÃE...
é você que me inspira a caminhar...

MÃE...
a presença de cada passo que o
tempo não apaga: por mais longo
e escuro que seja o caminho, haverá
sempre um horizonte...

MÃE...
Mulher a quem devemos a vida,
que merece o nosso respeito,
nossa gratidão e nosso afeto.


Feliz dia das Mães!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Meu idolo, sou sua fã!

Você  é meu amigo,
Meu amor que tanto desejo
Me tira o ar, o sono, meus pensamentos estão sempre com você
Noite e dia,
Dia e Noite!
Gostaria tanto de te ver, de conversar contigo...
De estar ao teu lado, de conversar contigo todo minuto..
Ser respondida, sem ser julgada...
Sem a sua companhia, não sei mais viver,
Sei que somos amigos, e amigos continuaremos a ser...
Mas, se aproxime mais perto de mim..para que eu possa, mostrar a
Você o meu verdadeiro eu...
Sou sua fã, voce é minha ternura
Meu ídolo, que esta sempre perto ,
Teclando e sonhando...rindo e falando brincadeiras...
Pra você eu guardei...meu carinho, meu amor e meus dias mais felizes.