Recent Visitors

Seguidores

Translate

segunda-feira, 31 de maio de 2010

A musica!


A música invade o meu ser...
Sem ela não me sinto!
É o que me faz me ver...
Leva-me pra onde quero ir!
Onde sozinha posso voar
Sem medo da minha sombra!
E com ela poder andar...
Pois vou de encontro ao maior amor
Amor esse que é por mim mesmo!
Só assim encontrarei a medida certa...
Do sentir... Do amar... E ser amada.
Nossa dor não advém das coisas vividas
Mas das coisas que foram sonhadas e
Não realizadas
Como tudo o amor é simples e regado
De sentimentos nobres e intensos
Onde a vida é sublime.
Onde a vida é uma realidade
De momentos de crescimento, evolução.
Onde o presente é o agora
A vida é para ser vivida
Porque as emoções fazem parte do hoje
O futuro dissipa palavras, atitudes
Estagnando a voz do coração!

Adriana Leal

Dividi a minha vida!



Maria Zélia Gomes

Dividi a minha vida
Em duas partes iguais
Uma é a parte sofrida
A que nunca foi “vivida”
Que nao quero lembrar mais

A outra parte da vida
Também ao meio dividi
A parte desconhecida
Que nunca foi repartida
Faz parte do que “vivi”

A outra é a mais risonha
É espelho de quem sonha
E fez da vida paixao
É símbolo de felicidade
Ensombrada pela saudade
Dos tempos que já lá vao! 

Esperei por voce...


Esperei por você,
Em todas as fases da lua,
Cheia de alegrias,
Todos os dias...
Tão somente sua.
Esperei por você,
Nas noites frias,
Nos dias quentes,
De mãos vazias,
Vagando pelas ruas...
Tão somente sua.
Esperei por você,
Em todas as estações,
Do ano...
Cheia de planos,
Fiz -me nua,
Despindo-me das incertezas,
Tão somente sua... 

O Amor...

Princesa dos Meus Sonhos!

Preservei em meus braços o teu calor
Para que o perfume teu não fosse embora
Pode ir... mas deixe comigo o seu amor
Mas não me abandone sem nada agora
Princesa dos meus Sonhos!
Que em minhas Utopias faz morada
Desde o anoitecer, até a alvorada
Por dentro tu sabes que sem ti não sou nada
Sozinho, sou companheiro de mim mesmo
E nada sou sem a sua presença, minha Amada
Pois tú, Princesa dos meus Sonhos!
Vive constante em minha mente..
Quem nunca amou, nem imagina e nem sente
Tamanha força que se faz presente
Princesa!

Me solto sem medo quando estás em meus pensamentos
Me entregando num beijo como se fosse o primeiro
E me deleitando em teus braços, valiosos momentos
Que só você me proporciona, me fazendo completo, inteiro
Me dando motivos pra seguir sem saber onde vou
Sonhador da minha própria realidade, que você concretizou!!
Princesa dos meus Sonhos!
Que a vida, Realidade tornou... 

sábado, 29 de maio de 2010


De tempo em tempo a vida nos apresenta situações que parecem não ter muita lógica. É preciso saber “viver mais”, deixar de lado os conceitos e preconceitos; deixar que tudo se encaminhe conforme a vontade do destino. Tudo tão simples, viver a nossa própria vida, viver sem se preocupar com os outros.

É como um barquinho de papel jogado na beira do rio que começa a navegar sem rumo, mas sabemos perfeitamente que está sendo levado, que em algum momento pode afundar. Assim é na vida, viver a vida sem medo de enfrentar as ondas turbulentas, se haverá ou não decepções.

Quanto ao barquinho, talvez ele jamais tenha naufragado... Não deixe que a vida passe em branco, sem ter ao menos antes tentado.

Como diz Paulo Coelho: “Você merece tudo de bom que lhe acontece. Aceite as graças sem culpa!”. Pense nisso, e não esqueça, Viva Mais!

Escrito por Graciele Gessner.
 

O que há dentro de Nós!


Você já parou para pensar o que há dentro de nós? O que guardamos dentro de nosso ser?

Estive pensando, acho que cada um é o seu próprio guardião. Esconde dentro da sua alma grandes mistérios; segredos e muitas vezes enigmas da vida; sonhos desejados e alguns até chegam a ser conquistados; amores, frustrações, alegrias, perdas; a saudade carregada de lembranças memoráveis...

Há dentro de cada um de nós tantos anseios, sentimentos, dúvidas, que por mais que parece inacreditável, guardamos muitos mistérios de nossas vidas. Somos guardiões das histórias antepassadas, possuímos um coração fiel que nos mostra o caminho certo, que revela a nossa verdadeira alma.

Escrito por Graciele Gessner. 

sexta-feira, 28 de maio de 2010

A Rosa, Rainha das Flores...

"A rosa, rainha das flores,
é sustentada por uma haste
cercada de espinhos.
No entanto,nenhum espinho
consegue machucar sua beleza. 
Seja assim com você também.
Não deixe que dificuldades 
consigam machucar a beleza de sua vida.
Antes, faça como a rosa:
mantenha sua vida
sempre acima de todas as dificuldades".

quinta-feira, 27 de maio de 2010

SEGREDOS DESVENDADOS


O mundo está diferente, eu estou diferente...


Porque?! Não sei....ou talvez...até sei....


Encontrei esse olhar tão.....azul, tão....terno.
Fiz-me forte de novo, fiz-me amor...
Transformei a raiva em paixão, o odio em carinho...
ès vida, és paz, sei que tu me farás feliz...
Sei que me amarás como te amo a ti, sei que serás o sol....
Sei que sim, sei que não, sei que talvez....
As flores são simbolos, os teus beijos sinais...
O chocolate um doce, o teu amor uma tentação...
Nada me faz melhor, nada me faz sorrir tanto....
Como brilho ao acordar, brilho no adormecer...
Sou amor, fiz-me paixão, fiz poesia e sedução...
Quero ser tudo, sem medo de nada...
Dar-te tudo, sem nada te tirar...
Pedir-te mais, sem te obrigar...
Quero dormir e acordar contigo....
Ver o teu sorriso como pequeno almoço...
E beber da tua fonte quando a sede chegar...
Sou vida, sou luz, sou a tua luz...
Quero-te da mesma forma que me quero a mim...
Quero ser teu, para alem de mim...
Quero que sejas minha, mesmo depois de eu existir.... Paulo Macedo 




quarta-feira, 26 de maio de 2010

A cada manhã



William Shakespeare

A cada manhã, eu decido recomeçar novamente, acreditando que posso reescrever a minha história. Deixo as tristezas de lado e me visto com a alegria de ainda possuir a oportunidade de mudar o rumo dos meus passos. Abandono as sombras que querem me envolver e me fortaleço na fé de que no momento oportuno o auxílio divino se fará presente. A cada manhã, eu analiso os meus erros e enganos e ao invés de me render ao remorso, começo a trilhar um novo caminho.

Um Trem Para as Estrelas



Cazuza
Composição: Cazuza e Gilberto Gil

São 7 horas da manhã
Vejo Cristo da janela
O sol já apagou sua luz
E o povo lá embaixo espera
Nas filas dos pontos de ônibus
Procurando aonde ir
São todos seus cicerones
Correm pra não desistir
Dos seus salários de fome
É a esperança que eles tem
Neste filme como extras
Todos querem se dar bem

Num trem pras estrelas
Depois dos navios negreiros
Outras correntezas

Estranho o teu Cristo, Rio
Que olha tão longe, além
Com os braços sempre abertos
Mas sem protejer ninguém
Eu vou forrar as paredes
Do meu quarto de miséria
Com manchetes de jornal
Pra ver que não é nada sério
Eu vou dar o meu desprezo
Pra você que me ensinou
Que a tristeza é uma maneira
Da gente se salvar depois

Num trem pras estrelas
Depois dos navios negreiros
Outras correntezas

O VENTO







Existe um só vento
Que sopra em determinada direção
Ele não existe nos livros
E nem pode ser medido com exatidão

Quando este vento soprar teus cabelos
Lembrarás destas palavras
E poderás saborear seu carinho
Como saboreou em vidas passadas

Um vento silencioso e fresco
Que começa a soprar bem devagar
Que aos poucos sacode a tua roupa
Quase te fazendo voar

Como um pássaro estará preparado
E saberás a hora de se levantar
E esticarás teus braços
E deixarás este vento lhe tocar

E sorrirás se lembrando das coisas
De tudo que tanto perseguiu
E tudo ganhará um sentido certo
E entenderá tudo aquilo que já lhe oprimiu

E o vento passará dando lugar a calmaria
E sentirás saudade
E entenderás
E estarás em boa companhia

segunda-feira, 24 de maio de 2010

UM AMOR ESQUECIDO...




Estava difícil conformar-me
de que
havíamos nos esquecido um
do outro,
como se um apagador nos
tivesse apagado.
Para apenas depois de passado
um ano
me lembrasse dela...como
mulher dos meus sonhos.
E que ficara guardada num
histórico apenas,
mas que de repente surgia
de novo agitando
Todo o meu ser como se tudo
fosse ontem mesmo
Aquele momento em que o
corpo dela o meu
queria e que... de mim tomou
conta como se fosse imantado
e que dessa força de atração
era impossível qualquer escape...
porque era o amor que jungia.
Então caminhei na noite de
minhas lembranças,
e te encontrei esquecida como
uma flor em um vaso,
que quando se vê...de não regá-la,
esmaeceu-se.
Então...vencido o primeiro
choque, fui buscar
em outros olhos a compreensão
de um deslize
que mesmo involuntário agora
deixara-me marcas.
Descontente...ao sabor dos
carinhos de uma amiga
fui mostrar-lhe meu próprio ato
de esquecimento,
quando então me olhando bem
de frente,
logo me mostrou que o
esquecimento fora dos dois,
pois ela tampouco me buscou
ao longo de todo um ano,
e que portanto não era razão
para que me sentisse triste.
Carinhosamente ela me puxou
para o seu colo,
e me contou também...que um
dia também me
esquecera....durante meses e
meses ...
Então, agora eu estava diante
de duas situações:
do esquecimento meu e do
esquecimento dela.
A uma esqueci...e de troco
uma outra me esqueceu.
Nesse momento percebi
toda essa cruel realidade
que é de repente esquecer-se
de alguém,
justamente na melhor fase de 
uma paixão.
Mas sempre há o recurso de
revermos
tudo aquilo que um dia foi
lindo demais,
buscando de novo aquilo que
esquecemos.
E é parecido a um ritornelo
de uma partitura,
pois regressamos ao mesmo
trecho anterior,
e o repetimos.
Com a diferença de que
nossas emoções estarão 
envolvidas.
Hum...minha querida !
Que haja sucesso nesse meu
ritornelo.
Assim espero...
=o=o=o=o=o=o=o=o=o
Autor: Cássio Seagull

UM DOMINGO DE AMOR PIANÍSSIMO







Aquela estrela matutina não
é a minha paixão
neste momento indomável de
abissal desejo,
pois a minha estrela caminha
noctivando, 
para depois aurorear quando
a noite diz adeus.
Ah...pingam pingos como se
fossem sonatas
tocadas por um piano
acostumado ao estrelar. 
Salpicos de sons... no teu belo
corpo de bolero,
onde tuas pernas me enroscam
na tua paixão de tango,
que à meia luz...teus e meus
desejos se completam. 
Correm tuas mãos dedilhando
meu corpo ardente,
porque agora sou teu piano...
para que me sinta ser tua
escala em fá bemol maior...
desatino de teus sonhos. 
O piano está imóvel como esta
tarde de domingo,
e eu sei que você está lá e que
sou teu piano,
porque você teclando de
mansinho me encontra, 
nessa tua lembrança...já que
sou a tua dança,
que de nota em nota...rodopia
versos de sons.
Hum...sonoramente você está
tão bem meu amor !!! 
Neste impulso de teus sons,
meus lábios tremem,
e mesmo que tuas mãos alisem
apenas sonhos,
sinto as fantasias do sentir-te
amando... 
Hum...doces desejos de você 
neste hirto domingo.
Um domingo de te sentir em
mim bem pianíssimo.
Ah...teus dedos buliçosos e
eu...teu piano. 
Hum...que delícia...


piano,piano si va lontano !!! 


=o=o=o=o=o=o=o=o=o
Autor: Cássio Seagull

NO SILÊNCIO EU TE AMO..



Hoje o silêncio me abre as
portas do céu,
e você ainda em mim segue
com teu brilho,
que a noite escura não pôde
esconder. 
Valquírias tremulantes em suas
brancas vestes
percorrem meus pensamentos
feitos de você,
que cavalgando odisséias é o
coração que me desvestes. 
Ah...meu amor...ouvir de tão 
longe essa tua voz
que chegou até mim com um
sorriso de saudade.
É como um mergulho em teus
desejos latentes, 
porque eu sei que você me quer
como te quero,
assim livre de todas as peias e de
todas as teias,
numa entrega que é esse teu sorrir
bem no meu. 
Uii...amor eu sei o que você está 
sentindo, eu sei,
porque dentro de mim és o mar
que abranda sargaços.
E eu, certo de teu amor, sou para
ti os meus abraços, 
desses que envolvem todo esse
teu querer,
que te queima por dentro,
alucinando volúpias,
expressos em risos altos
nesta
tua boca carmim. 
Ai...estrela...ai....estrela...você 
ainda me guia
nessa senda que em nós de abriu
como fenda,
porque além de estrela, agora
você é minha lenda. 
E teu perfume ainda está aqui,
depois de tua partida,
para lembrar-me que você
está sempre presente aqui. 
E que para ti nunca vou estar
ausente...


minha amada estrela...da noite. 


=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o
Autor: Cássio Seagull

sexta-feira, 21 de maio de 2010

AH !!! COMO TE QUERO !!!






Cristais de sons se
derramavam na noite.
E ela apenas murmurava
algumas palavras,
porque as outras todas o
vento já levara.

Olhos intergaláticos se
encontravam nos céus,
e você que  tinha o
dom do  surrealismo,
apenas via uma mancha,
e sabia que era meu rosto.

Mas não contente com ele
queria o meu corpo
para ser relíquia de uma
noite de puros sonhos,
e que amanhã se
perderiam nas lembranças
de uma noite de magia.

E se você me queria agora
mesmo, eu também te queria,
mesmo presa nas tuas ânsias,
que eram todos meus suspiros,
e por isso não podia deixar de
pensar ser você o meu paraíso.

Sim...eu sei que você me
espera
em teus pensamentos,
querendo de mim o mesmo
que eu quero de ti,
hum...esses desejos
inconfessos,
que só para ti confesso.

Vem meu amor...a noite das
estrelas está chegando,
e todo o fulgor delas calará
nossos
amplos  desejos,
ao nos estirarmos em nossos
sonhos de amor.

Hum...delícia... você a minha
estrela, nesse meu destino
de te amar.
Você,minha grande paixão,
partitura onde ensaio nosso
amor maior.
Ah !!! Como te quero !!!


=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o
Autor: Cássio Seagull