Recent Visitors

Seguidores

Translate

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Feliz Aniversario Zezé di Camargo, meu Idolo!



Olhei para o céu e o brilho do sol me fez buscar dentro de mim o seu olhar, pude sentir uma leve brisa tocar em meu rosto e essa brisa me fez sentir saudade, saudade de olhar para o horizonte e ver o sol indo embora, assim como você que um dia se foi, e me deixou... Hoje eu olhei para o calendário e vi que se trata de um dia muito especial, é o dia do seu aniversário, e eu então chorei, chorei e não pude deixar de sorrir também, sei que você esta feliz, apesar de estar ficando mais velho, mas não pude conter minhas lágrimas ao ver que estamos separados por uma coisa chamada "distância"... e essa distância me faz sonhar e acreditar que um dia seja ele qual for eu poderei estar ai ao seu lado e te abraçar, abraçar muito e poder te dizer "Feliz Aniversário" meu amor, poder te dizer o quanto eu me sinto honrada em fazer parte da sua vida, mesmo não sendo freqüente, mesmo não sendo nem lembrada por você. Quero que saibas: eu em minhas orações sempre falo de você, e peço a Deus que dê a você muita saúde e forças pra superar os obstáculos que o destino coloca em nosso caminho. Desejo que esse dia seja como todos os outros em sua vida, cheio de alegrias, cheio de Vida!. Quero que ao receber essa mensagem, não chores, olhe para o céu e busque no sol o brilho do meu olhar, busque nas estrelas o brilho dos meu sorriso, e sinta a brisa como se fosse um abraço meu, busque a cada amanhecer a vontade de viver, mas nunca, nunca deixe de pensar em mim, e saiba que hoje minha alma esta em festa, e mesmo estando longe irá brindar com você a sua saúde, a sua felicidade, numa taça abençoada por Deus, e peço a ele que permita que um dia nós dois brindemos, , olho no olho e que você possa não sóme sentir, mas ouvir eu te dizer Feliz Aniversário, Meu Idolo pra sempre!
 Mari Angela Muller

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Seu Vestido Branco Cai...









Avançavam as nuvens percorrendo
o céu e
iam céleres como que apressadas
naves,
enquanto um vento frio me batia
no rosto.

Então ela chegou me enrodilhando
todo
como sempre fazia quando queria
amar
mais do que já me amara em seu
coração.

Ela era tudo: meu anjo e meu
demônio,
e podia migrar se uma insólita e
dura raiva
para a languidez de um carinho
sem fim.

Agora ela me aninhava todo de
uma só vez...
Ah...minha linda pássara
só porque sabia
que eu a amava demais
Hum...essa minha saudade feita
de paixão !

E em meus sonhos sempre ela
estava ali,
pronta para que em sua ardência
eu me desse inteiro,
e sempre como ela mais queria :
com o máximo prazer.
Agora ela está lá e aqui...

toda pronta para o amor
Seu vestido branco cai...como
se fosse o de uma vestal
pronta para entrar no Olimpo.
Sou atraído pelo seu belo e
aberto sorriso.

Frágeis voam meus versos em
seus descobertos seios
e ela num só
debruçar...me mostra toda a
arte do amar.
Neste mar...neste mar...neste mar...
que é o amar...

Sabe...meu amor ?
Para nós nao existe o desamar...
mas apenas amar..amar...amar.
Vem amor..vamos navegar.
-
o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o
Autor : Cássio Seagull - 03-08-11 em SP

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

OLHOS CASTANHOS OS DELA...





Nem sabíamos o que estava
acontecendo,
mas as estrelas iam caindo
do zodíaco sul,
enquanto se ouvia uma grave
sinfonia de Schumann.
Ah...esses teus olhos que ontem
eram verdes,
hoje são tão castanhos quanto
uma castanha !

Ah...The Essential...hummmmm...
I believe...

Tudo nela me buscava nesta
madrugada ardente,
mas eram seus olhos que mais eu
via brilhar...
pois o amor havia chegado
trazendo a intensa paixão.

E então ela me deu a mão...
abriu suas asas
e passei a vagar naquelas
constelações todas
para encontrarmos aquela que
fosse a certa
aquela que fosse só nossa
nosso lar estelar.

Havia em nós aquela fome
ardilosa do querer
que ia num crescendo
alimentando a noite fria
até um momento em que um
milagre já era esperado.

E tudo aconteceu...enquanto
seus cabelos me
cobriam como uma noite de
mágica reverberação,
em que nossos bólidos corpos
se encontravam.

Ah meu amor...Ah noite de estrelas
tão cadentes.
Ah meu amor...nós já sabíamos...
o que queríamos
nos momentos em que nossas
mãos se tateavam,
como se na noite mais escura nosso
amor acendesse.

Que belos momentos esses...você
minha musa das estrelas..
Olha lá...nossa constelação é a
do Cruzeiro do Sul...

Então ela olhou e me beijou...
e a noite terminou
no átrio de sua voraz paixão !!!
 
-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o
Autor : Cássio Seagull - 02-08-11 em SP
cseagull2@hotmail.com
-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o