Recent Visitors

Seguidores

Translate

terça-feira, 7 de maio de 2013

Um OI, Transcedental....




Todas as estrelas piscam 
luzes
nesta noite em que meu 
sentir
te busca mais que o pensar.

E no entanto...há no ar 
puro
uma mensagem toda 
encolhida
num espaço cósmico 
silencioso.

Você é hoje
apenas uma meia palavra
e é como se fosse 
um oi transcendental...
que meu coração tenta 
discernir,
mas que a razão logo 
oblitera em dúvidas.


Está difícil compor as cores 
de um quadro
onde meu sentido esteta
multiplica cores
tentando encontrar, 
de novo,
o que nem vejo.

Ah...
essa visão interiorizada
de anseios feita,
hoje mais parece um 
lânguido olhar
mergulhado na maresia 
de meus sonhos
decantados em poesia.

Hum...você minha 
fantasia...
cadê teus olhos?

-o-o-o-o-o-o-o-o-
Cássio Seagull

Suspiros a Parte...



De novo andarilham meus 
sentidos,
como em busca de teus 
olhos escondidos
naquele horizonte que ainda 
ontem via.

Como borboleta tua imagem 
me recobre
para se completar no minguante 
desta tarde
que sem alvoroço marcante 
sutilmente se põe.

E você sabe bem que sigo 
no teu semblante,
medindo o tempo 
de um relógio muito veloz
que mais parece 
um ginete buscando ilusões.

Agora te vejo ainda melhor...
na escuridão desta noite.

Você é uma estrela...
brilhante...e linda.
Nem precisa falar
e nem dizer nada,
porque em mim...
você é minha amada,
onde mergulho meu ser
sem também dizer nada.

Suspiros...à parte !!!

-o-o-o-o-o-o-o-o-
Cássio Seagull

Que Saudade de Voce!!




A saudade parecia vir 
correndo,
como um rio travesso 
e inquieto,
enquanto tua imagem 
tomava forma.

Um sentir profundo me 
envolveu,
quando imaginava 
tua presença,
para nela... dividir contigo 
esta saudade de nós dois.

Tuas palavras agora seguem
breves...
mas esse é o teu jeito 
de se ajeitar
com teus pensamentos 
simplificados.

Talvez tivesse de te dizer 
muito,
o que você com poucas 
palavras diria...
nesta tarde onde tua voz 
está silenciosa
e meus anseios resvalam 
apenas teu ser.

Hum...sinto você hoje 
tão perto,
e nem um beijo posso
te dar...
Rendido que estou nessa
saudade de você !

-o-o-o-o-o-o-o-o-
Cássio Seagull

A noite, Voce Borboleta Azul!


A noite ia passando 
como 
uma borloteta azul...
bem ligeira
e todas as minhas 
intenções 
seguiam de novo em 
busca de teu 
lânguido olhar
onde como um espelho 
acabava eu 
também me enxergando.

Ser e sentir-me como um 
todo teu
na espera dos momentos
que do incertidúmbrico e 
nostálgico querer,
levam-me
até um sono latente e já 
ancestralizante... 
onde, e de novo, penso 
em você
como uma aura de luz 
de beleza toda feita.

Te endeuso... Diana 
caçadora.
Te endeuso...

Tua flecha é a minha...
Teu olhar é o meu...
Teu destino...é o meu...
Teu sentir...é o meu...

E mesmo assim...
minha você não é...
nesta barca imensa
de Noé.

Você é... minha pura 
ilusão !
Não é ?


-o-o-o-o-o-o-o-
Cássio Seagull

Adoro te Amar!





Ela concordava, entretida 

em versos,
que a borboleta 
já nem se importava com 
sua cor azul,
pois encontrava-se presa 
num jardim,
que de tão lindo, dele não 
queria escapar
com seu longitudinal voo.

E isso apenas,
porque ali era feliz, sempre 
contente.

Havia um rasto azul... 
entretanto,
e eu não podia me esquecer 
de você,
assim ágil...esperta...tão 
flutuante,
e ao mesmo tempo querendo 
mais e mais...
desse teu voar...feito de amar.

Ah...borboleta azul...tão 
fugidia...
que te encontrar é como 
um sonho
que eu não posso nas 
noites cessar.

Você é o dia...de intenso
borboletear.

Eu sou a noite...
que chega para te amar...
nos clarões do luar !

Vem amor...eu adoro
te amar ! Sempre.


-o-o-o-o-o-o-o-o-
Cássio Seagull