Recent Visitors

Seguidores

Translate

terça-feira, 4 de maio de 2010

Voce pisou no meu pé...amor!

O canto gregoriano surge na

madrugada

trazendo até mim a impressão

de que

a beleza de um canto o tempo

não derrota



Lastimosos sons ouço desse

canto latino

que o tempo circunscreveu ao

medieval,

mas que percebo como chamados

aos deuses.



Grupos de vozes brincam uns

com outros.

Ora alegres, ora tristes, ora

melancólicos.

Como se o canto já fosse a nossa

própria vida.



Dominis..pater...eternus...palavras

chaves que

num ritmo como o de giga as vozes

alternam,

num jogo de aleluias navitatis do

século treze.



Mas como acabei aqui neste século

seculorum?

Hum...muitas vezes as coincidências

ocorrem,

e justo hoje em que você apareceu

gesticulando,



e pedindo que eu pusesse minha

cabeça

nesse teu colo que sempre está muito

quentinho,

e viajasse dos sons medievos até teu

coração,



que também bate sempre movido a

adrenalina.

Ah...musa que no peito traz uma

ametista,

para que eu te sinta como jóia mais

que preciosa,



pois você sabe que muito antes eu já

te percebera como relíquia.

Hum...agora ensaiávamos alguns

passos ritmados nesta noite em que

você bailava igual uma lua branca.



Ah... meu amor... o canto gregoriano

terminou.

Hum...vem me dá um beijo desses bem

na boca,

e que eu sei que é daqueles que você

mais gosta.



Baixemos a luz...vamos criar nosso

novo clima,

e deixar rolar alguns Cds mais

moderninhos.

Hum...que tal esse de um tango

à Piazzola ?



Aiii...amor...isso ...isso...Piazzola,

eu adoro...

Então eu ponho amor...só porque

você também gosta...

Vem querido ...vem dançar coladinho

comigo...

Nossa...amor...como você está

quentinha...



Ah... querido...nao repare...com você

eu sempre esquento.

Mesmo...amor?

Sim...sempre que você me toca eu já

fico em brasa.



Que noite mais linda não meu querido?

Hoje nem tivemos tempo de uma

briguinha não é?

Ah...amor...nem fale de briguinhas

agora...hum.



Agora eu só quero te amar...depois a

gente briga, rsrs.

Está certo meu querido...temos muito

tempo depois para brigar, rsrs

Ai docinho...quero um beijo como aquele

de ontem...dá.



Hum..dou amor...dou...

Então dá...

Ai....delicia...

Hum...



Ai...você pisou no meu pé...

Desculpe querida...é de emoção.

Está desculpado...dessa vez.



Só dessa vez?

Sim...só dessa vez.

Você não acha que está sendo

radical ?



Ah...vocè pisa no meu pé e quer

o quê?

Que eu seja toda angelical ?

E que te diga...amor você pisou no

meu pé,

e eu adorei...pisa de novo...vai.



Bem...não seria para tanto...minha

querida...

Está bem meu amor....acho até que

Exagerei um pouco...

Hum...querida ...então agora

exagera no beijo.



Simmm...vou exagerar mesmo

meu peixinho.

Hum...minha vulcãozinha...

exagera sim.

Vou exagerar então...mas promete

uma coisa?



Sim..prometo.

Então não pisa mais no meu pé.

Você pisou de novo.

Pisei de novo amor ?

Simmmmmm...pisou de novo.



Nossa !!! Nem percebi que te

pisei...

Claro que não percebe...olha só

teu sapatão !

Ele é tão grande que nem percebe

quando me pisa.



Querida o CD terminou...

Graças a Deus... meu amor...

Graças a Deus...



Exagerada...você...

Eu ? Não diga !!!

Digo simmm...



Então diz...

Você é uma chata...

Eu chata? Chata é você...



Não..você que é uma chata...

Não senhor...chato é você...

que não tem pena dos meus pés...



Então, de repente, eu que estou

aqui escrevendo essa poesia,

fiquei pensando:

Mas que chatos esses dois !

Ao invés de se beijarem ficam aí,

brigando o tempo todo !



Que coisa !!!

Então...para que não discutissem mais,

resolvi parar esta poesia,

porque nem eu agüento tanta briguinha.



Seja sincero/a ....você aguenta ?



=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o

Autor: Cássio Seagull

=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o=o

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!