Recent Visitors

Seguidores

Translate

terça-feira, 19 de março de 2013

Fortuitos Desatinos!



Um frio repentino 
passa 
como um azougue
agitando em mim... 
o teu semblante
que mesmo distante
mostra meus desejos 
de ver-te, 
ainda que por um 
instante.

Num andamento 
ligeiro
o Concerto n° 1 
de Bach
saltita...como se fosse 
uma partita,
numa combinação 
perfeita
para um dia frio 
em que
certas coisas saem 
às avessas
e as dúvidas viram 
lástimas
da imprevisibilidade 
humana
e de seus fortuitos 
desatinos.

Sigo então apenas 
o ritmo...
de um piano bem tocado,
e obliterando 
as sagas univérsicas
dos herdados alienígenas
provindos 
de um palco alienatório.

Ah...você que ainda 
viceja em teu amor
olhe bem dentro de 
você...e asculte 
o ignoto passado de você 
mesma,
flor que desnuda meu 
olhar profano,
porque no final
você é você...assim como
a flor é a flor... 
apenas existencialmente
em nosso espelho
azul e cheio de estrelas.

E tendo a noite por 
testemunha
de nosso amor...tão 
querido e tão distante.

Hum...esse amor universal 
onde projetas
teus dias e tuas noites,
acreditando na eternidade 
deste presente !!!

Tão teu...e tão meu.

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-
Autor : Cássio Seagull

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!