Recent Visitors

Seguidores

Translate

quinta-feira, 15 de maio de 2014

A Leveza de Teu Querer!!

amar


Num nascedouro
de antigas ilusões
meu verbo amar
logo te conjuga,
e posso enunciar
sem me perder,
que segue ainda
sendo: eu te amo.

Você então me
responde airosa
e há sempre... pelo
meio... um eco
que ressoa e faz
palpitar meu ser,
enquanto você
desveste o tempo.

Abre-se, então...
esse teu coração
que como flor ao sol
se oferece...para
sentir um agradável
calor e despertar
em mim teus desejos.

Ah...essa leveza de
teu querer
que sutil me enche
de felicidade...
não é maior que
minha volúpia
de em meus braços
ter-te inteira.

Voa a borboleta na
escura noite,
como se fosse um
misto de augúrio
e logo...a certeza
de um seu tatear
que me busca de
toque em toque.

Clarins...sim é
preciso tocá-los,
pois se na hora
precisa
desato-me,
é porque em ti
confio
o meu ato,
para que não
fique
num entreato.

Alce teus encantos
em meu peito,
para que nosso amor
seja perfeito,
e abra teus olhos
de uma só vez.

Veja, meu amor...
estou aqui...
sou teu sonho...
não vê ?
Hum...e você
o meu !

Cássio Seagull

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!