Recent Visitors

Seguidores

Translate

domingo, 18 de maio de 2014

Tudinho, meu Amor!!

olhos, brilho, da lua,


Surrealmente até me 
pergunto...
onde foi que deixei 
teus olhos,
que queria ver e nem 
posso ver,
pois o brilho da Lua 
nem deixa
já que está toda cheia 
de brilhos.

As horas furtivas se 
escondem
como se não houvesse 
mais tempo,
pois se te deixo...não é 
por querer,
mas porque o destino 
é imprevisível
e afasta de mim esse 
teu belo sorriso.

Culpas da internet...
dizem uns.
Não...culpa é dos 
vírus 
dizem outros,
mas navegar... 
as ondas 
não deixam,
e tudo se perde 
num 
branco on-line
onde...se não te 
vejo 
mea culpa nem é.

Até o deus google...
desaparece 
nesta voracidade 
virulenta....
que o mundo dos 
hackers criou
para perturbar a 
paz mundial
e afastar da tela um 
grande amor,
como o teu assim...

Sorry...meu amor...
sorry.

Amanhã quem sabe 
será melhor,
quando a doce ilusão 
for passear
e nós dois pudermos,
enfim, amar.

Amar...tudo o 
que não se amou.
Tudo... meu amor !!!

Cássio Seagull

Um comentário:

  1. Oi, Mari!
    Linda poesia sobre o amor.
    Tudo por amor.
    Quando se tem amor suporta tudo, sacrifica o tem, faz tudo por aquela pessoa amada.
    O amor é muito bonito, quando ele é mútuo e recíproco, tudo dar certo.
    Parabéns pelas as suas belas palavras!
    Tenha um ótimo dia!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!