Recent Visitors

Seguidores

Translate

quarta-feira, 24 de abril de 2013

HUM! Amar-te eu quero!



Labaredando... meu coração 
dança um verso 
medido em teu próprio ritmo,
e que nidifica meu aspirar 
de teu amor inconfesso.

Incrustada na noite é que 
amanho-te de tal modo... 
que nem mais quero acordar
senão nesses teus braços 
desavergonhados.

Mas é sempre na serpentina 
do tempo
que ainda te consigo prender 
em mim,
como se tudo fosse um 
ideograma fálico.


Nem se importe meu bem.
A noite já vem...

E vamos fazer tudo o que 
nos convém
em nosso idílico vaivém,
apesar 
de prisioneiros de nossa 
ardente 
e indeclinável paixão.

Hum...amar-te eu quero !



-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-
Cássio Seagull 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!