Recent Visitors

Seguidores

Translate

quarta-feira, 16 de junho de 2010

ÁGUA NA ALMA


Eu vi tuas lágrimas a correr por tuas bochechas
E essa água benta, que minha sede matou,
Chegou até minha boca num suspiro
E inundou meu coração.

Que felicidade sem fim senti naquele instante,

Quanto de ti passou à minha alma...
Um pássaro cantava no jardim
Sob a intensa chuva de teu amor.

Peguei tua mão e a fiz tocar meu rosto

E, oh, milagre!... de teus dedos
Brotaram rosas encarnadas
Que o orvalho de minhas lágrimas cobriu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!