Recent Visitors

Seguidores

Translate

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Ah...Esse teu Canto!



Das priscas eras 
erguem-se
aquelas heras...
insaciáveis
que rápidas se 
aninham em 
troncos,
como se todos 
os dias fossem 
pura
primavera.

Atam-se e desatam-se 
os nós górdios,
para que a vida se reflita 
como num espelho
estes sazonais tempos 
de cobiça e desejos.

Avarandam-se em mim...
as alamedas verdes
e os postigos se erguem 
florindo flores,
cujo perfume...a tarde 
consome em seu ar quente 
de verão.

Mas não tem nada não...
ainda quero
dormir o sono beatífico 
em teus braços,
e num acordar ainda 
todo sonolento...
apenas te dizer: nem sei 
por que te amo tanto !!!

Ah...esse teu canto...
em meu canto !!!
Sempre será acalanto,
mesmo num sol maior
a pino !

Cássio Seagull

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!