Recent Visitors

Seguidores

Translate

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Nada é Eterno!




Ela desaparecera como 
um som de sax
que antes se ouvia na 
esquina Catharsis,
onde minha memória 
agora se reaviva.

Voltam seus olhinhos 
espertos,
como duas jabuticabas 
bem brilhantes
que em mim deixam um 
querer amplo.

Desses que quando se diz 
que é eterno,
ela me olhando...apenas 
num impulso,
logo me diz que nada pode 
ser eterno.

Todo seu ser crê apenas no 
relativismo
que nos leva a esperançar 
um futuro,
e no qual nosso destino se 
perde alhures.

Ah...minha querida...nada 
é para sempre
mas nosso amor ainda 
resiste e insiste...
porque a força do amor 
em nós subsiste !

Ouço de novo o som do sax !
E agora ouço um violino.
Depois a orquestra inteira.
Como nosso amor assim !

Cássio Seagull

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!