Recent Visitors

Seguidores

Translate

sábado, 7 de dezembro de 2013

Você, toda vestida de Luzes...




Não vá tu...e nem me
deixes ir,
porque a roda de nossa
magia
não pode ser feita de
nostalgia.

Abraça-me como se
fosses noite
e me ame como se fosses
um forte nó,
pois em meu peito
não te quero só.

E depois, quando as aves
voarem,
fique em mim apenas
de soslaio
para que te recorde
como flor de maio.

Ah...essas coisas que
sempre soam
com aqueles alaridos
mais graves
em ti percebo no dar-se
sem entraves.


Agora meu amor vem...
pois já cheguei
e meus passos você até
pode ouvir
para de mansinho teu
coração se abrir.

Ah... essa tua paixão
que se expande toda,
como um
festival de muitas luzes.
Hum... que não se
apague o que luzes.
Urzes...urzes !

Você... toda vestida de
luzes !

Cássio Seagull

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!