Recent Visitors

Seguidores

Translate

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Real..é Você! Não é Amor?


Com uma saudade de 
idas e vindas
ela agora estava feliz 
e mais alegre,
pois seu coração 
precisava de alegria.

Não lhe importava tanto 
a nossa breve ausência,
já que era também bom 
sentir saudade
daqueles momentos 
de nosso pé ante pé,
porque tínhamos medo 
até de tanta volúpia.


Mas, intrépida, para mim 
ela havia sempre sido,
e não era possível duvidar 
disso,
quando seus abraços eram 
delícias e seus beijos a
melhor das carícias.

Ah...sim...quem sabe mais 
tarde nos veremos,
e ela apenas acenava...
com um alozinho bem 
simples..

E no umbral de mim 
mesmo...eu apenas
queria amá-la até o fim.

Assim, enchia-me das 
ilusões profanas
que ela adorava... mas 
punha sempre alguns 
pontos e vírgulas.

E sem descaro me dizia: 
vai com as outras vai.
Eu pra você sou apenas 
uma a mais.
Mas... um ciuminho ela 
sempre sentia.
E eu nada dizia.

E ela sabia bem o por quê !
Mas assim que voltava
não resistia 
e me abraçava e me 
puxava
naquele seu belo corpo
roliço e bem talhado.

Depois ela me chamava:
vem amor...
vem meu safadinho.
E acrescentava:
É assim que eu gosto 
de você, seu safado.
Quero ser tua hoje,todinha.
Mas veja: 
hoje você é só meu, tá ?
E eu apenas dizia: tá !

Ah..e ela era um maná...
e que maná !!!
Dos céus, claro.

Das minhas ilusões 
e sonhos profanos ? 
Não !

Real é você...não é, 
amor ?

Cássio Seagull

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!