Recent Visitors

Seguidores

Translate

terça-feira, 8 de abril de 2014

Folhas de Outono

tempo


Ando tão a flor da pele,
Que todas as minhas emoções estão fora de controle,
Agora cada fato,
Cada ato parece mais marcante,
Valorizo cada momento vivido entre as pessoas que amo,
E gostaria de ter o poder de congelar o tempo,
Só para não perdê-las,
Confesso que essa sensação é um tanto quanto devastadora,
Como explicar que estou sentindo saudades de pessoas que sempre estão tão próximas?
Como explicar que minha mente viaja no tempo,
E refugia-se num passado feliz onde todos estavam vivos,
Assim como minhas lembranças que além de vivas, são únicas e intocáveis.

Sei que isso é uma fuga para não aceitar o presente e o breve futuro,
Que nos distanciará ainda mais,
É difícil aceitar que as pessoas vem e vão deste mundo como as folhas de outono,
Tento buscar compreensão,
Tento aprender uma nova lição a cada dia,
Talvez eu devesse aprender a controlar  mais minhas emoções,
Mas não consigo!
Ando tão a flor da pele
Que desaprendi o que aprendi,
Com a mesma facilidade que não aprendo a controlar mais nada.

Ando tão a flor da pele,
Que aprendi a chorar para libertar-me da saudade,
E essa saudade inexplicável verte-se em lágrimas,
E essas lágrimas saudosas de futuras perdas,
Deixam-me cada vez mais distante de qualquer explicação,
E mais próxima das folhas que vem e vão do outono..
Vanessa P. Sperchi
 http://www.escritoradeartes.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!